Meteorologia

  • 03 ABRIL 2020
Tempo
13º
MIN 8º MÁX 20º

Edição

Marcelo promulga diplomas sobre comunicações e inspeções a veículos

O Presidente da República promulgou esta segunda-feira dois diplomas do Governo que estabelecem "medidas excecionais e temporárias", no quadro da pandemia da covid-19, aplicadas às comunicações eletrónicas e às inspeções de veículos a motor.

Marcelo promulga diplomas sobre comunicações e inspeções a veículos
Notícias ao Minuto

20:44 - 23/03/20 por Lusa

Economia Covid-19

De acordo com uma nota publicada no portal da Presidência da República na Internet, Marcelo Rebelo de Sousa promulgou também um decreto-lei que "procede à interpretação autêntica do regime remuneratório aplicável aos militares das Forças Armadas, no sentido de clarificar a fórmula de cálculo da remuneração dos militares na situação de reserva", aprovado pelo Governo em 20 de fevereiro.

Os dois decretos-lei que estabelecem "medidas excecionais e temporárias" relativas às comunicações eletrónicas e às inspeções periódicas de veículos a motor e seus reboques foram aprovados em Conselho de Ministros na sexta-feira passada, 20 de março.

De acordo com o comunicado desta reunião do Conselho de Ministros, "foi aprovado um decreto-lei que estabelece medidas excecionais e temporárias de resposta à epidemia covid-19 no âmbito das inspeções técnicas periódicas de veículos a motor e seus reboques, com vista a privilegiar o distanciamento social e o isolamento profilático". 

Quanto ao decreto-lei relativo ao setor das comunicações eletrónicas, segundo o mesmo comunicado, "simplifica e suspende algumas obrigações de forma a assegurar a prestação ininterrupta de tais serviços críticos à população".

"As circunstâncias da situação epidemiológica, bem como das medidas tomadas para lhe fazer face, conduzem a um aumento substancial do tráfego das redes fixas e móveis, devido à massificação do teletrabalho e a uma utilização mais intensa dos serviços interativos e de entretenimento", lê-se no documento.

O Governo justifica este diploma com a necessidade de, no atual contexto, "assegurar a continuidade da prestação de serviços de comunicações eletrónicas a clientes prioritários como, por exemplo, as entidades prestadoras de cuidados de saúde, as forças e serviços de segurança e administração interna".

Na nota divulgada a dar conta da promulgação destes dois diplomas, é referido que surgem "na sequência do estado de emergência decretado em Portugal" pelo Presidente da República no dia 18 de março e entretanto regulamentado pelo Governo no dia 20 de março.

O novo coronavírus, responsável pela pandemia da covid-19, já infetou mais de 345 mil pessoas em todo o mundo, das quais mais de 15 mil morreram.

Em Portugal, estão confirmadas 23 mortes associadas ao vírus da covid-19 e 2.060 infeções, segundo o balanço feito esta segunda-feira pela Direção-Geral da Saúde (DGS).

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório