Meteorologia

  • 02 ABRIL 2020
Tempo
17º
MIN 7º MÁX 19º

Edição

Tabelas de retenção na fonte publicadas. Eis quanto vai descontar de IRS

Ministério das Finanças já publicou as tabelas de retenção na fonte de IRS, pelo que os contribuintes já podem calcular quanto vão descontar por mês.

Tabelas de retenção na fonte publicadas. Eis quanto vai descontar de IRS

O Governo já publicou, em Diário da República, as tabelas de retenção na fonte para efeitos de IRS, pelo que já é possível calcular quanto é que vai descontar este ano. Pode consultar aqui a taxa de retenção que se aplica ao seu salário. 

"As tabelas agora aprovadas refletem, para além da sua adequação à taxa de inflação e a atualização automática do valor do mínimo de existência, o progressivo esforço de ajustamento entre as retenções na fonte e o valor de imposto a pagar decorrente das alterações aprovadas em matéria de IRS", pode ler-se no diploma. 

O valor dos salários ou pensões a partir do qual se começa a descontar IRS sobe, em 2020, de 654 para 659 euros mensais, segundo as novas tabelas de retenção na fonte.

De salientar que a retenção de IRS é um instrumento que permite que o Governo vá arrecadando receita ao longo do ano através de um desconto mensal aos trabalhadores. O objetivo é antecipar aquele que deverá ser o imposto anual a pagar pelos contribuintes.

Ainda assim, sublinhe-se, pode haver um desfasamento, uma vez que os valores estão dependentes de vários fatores, como por exemplo o agregado familiar. O acerto é feito depois, uma vez por ano, na atura da primavera, sendo que os contribuintes podem ter dinheiro a receber ou a pagar.

Leia Também: Com o IRS à porta, já tem credenciais de acesso ao Portal das Finanças?

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório