Meteorologia

  • 10 DEZEMBRO 2019
Tempo
11º
MIN 7º MÁX 15º

Edição

Secretário do Turismo diz ser altura de "arregaçar as mangas" e recuperar

O secretário regional do Turismo e Cultura da Madeira declarou hoje ser necessário "arregaçar as mangas e agir com determinação", numa altura em que o setor atravessa uma fase menos boa em termos de visitantes.

Secretário do Turismo diz ser altura de "arregaçar as mangas" e recuperar
Notícias ao Minuto

15:27 - 12/11/19 por Lusa

Economia Madeira

Eduardo Jesus falava no debate do programa do XIII Governo Regional da Madeira, saído das eleições de 22 de setembro, na Assembleia Legislativa do arquipélago.

O governante madeirense sustentou que uma ação determinada é imprescindível numa altura em que "o turismo atravessa uma fase de abrandamento" e regista perdas por causa da falência de 14 companhias aéreas, nove das quais operavam para o arquipélago da Madeira.

O representante destacou o aumento do apoio à Associação de Promoção (os apoios cresceram quatro vezes entre 2015 e 2019, de 1,8 milhões para 7,5 milhões de euros), assim como a aposta na consolidação dos mercados emissores tradicionais (Reino Unido e Alemanha) e na procura de novos, como o norte-americano, sobre o qual está em curso um estudo económico.

O secretário regional defendeu ser necessário "aumentar a oferta de ligações aéreas, fortalecendo a economia regional".

Eduardo Jesus recordou que este setor representa 25% a 30% do Produto Interno Bruto e é originador de 20 mil postos de trabalho (16%) no arquipélago.

A consolidação dos mercados turísticos existentes e a aposta em novas origens, a modernização da oferta regional, o incremento de novas tecnologias de promoção, a valorização da qualificação dos profissionais e o reforço das ligações com todos os parceiros são aspetos que enunciou como metas a atingir no programa do Governo da Madeira.

Sobre a possibilidade de aplicar uma taxa turística, Eduardo Jesus argumentou que "não foi uma iniciativa do governo lançar" a medida, mas surgiu de um repto lançado pela Ordem dos Economistas que "foi acolhido como matéria de estudo". Porém, prometeu, "nada será feito sem o envolvimento dos privados".

No setor da cultura, Eduardo Jesus realçou a importância da descentralização que foi implementada e defendeu a continuação da "requalificação do património material e imaterial".

Ao longo de 2020 haverá dezenas de iniciativas sobre os 600 anos da descoberta da Madeira, incluindo a publicação de trabalhos e obras, espetáculos, exposições e a colocação de peças de escultura no espaço público.

Eduardo Jesus referiu ainda o acesso da região aos fundos nacionais da Direção das Artes para três projetos no valor de 290 mil euros, mas que "ainda não foram pagos".

"Daremos continuidade a tudo o que de bom se fez nos últimos quatro anos", prometeu.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhoras dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório