Meteorologia

  • 18 NOVEMBRO 2019
Tempo
15º
MIN 9º MÁX 16º

Edição

Wall Street fecha semana com recordes do Dow Jones, Nasdaq e S&P500

A bolsa nova-iorquina encerrou a semana com novos recordes dos seus principais índices -- Dow Jones, Nasdaq e S&P500 -, graças ao aumento do otimismo quanto às negociações sino-norte-americanas.

Wall Street fecha semana com recordes do Dow Jones, Nasdaq e S&P500
Notícias ao Minuto

22:47 - 08/11/19 por Lusa

Economia Wall Street

Os resultados definitivos da sessão indicam que o seletivo Dow Jones valorizou 0,02%, para os 27.681,24 pontos.

Mais fortes foram as subidas do tecnológico Nasdaq, que progrediu 0,48%, para as 8.475,31 unidades, e do alargado S&P500, que subiu 0,26%, para as 3.093,08.

No conjunto da semana, o Dow Jones ganhou 1,2%, o Nasdaq avançou 1,1% e o S&P500 aumentou 0,8%.

Em relação ao Nasdaq esta foi a sexta semana consecutiva de subida, com o índice a acumular ganhos de 27,7% desde o início do ano.

Porém, a praça nova-iorquina começou o dia a recuar, depois das declarações do Presidente norte-americano, Donald Trump, de oposição a uma supressão total das tarifas alfandegárias suplementares aplicadas sobre os milhares de milhões de dólares das importações provenientes da China.

Trump também declarou que qualquer acordo que venha a ser alcançado vai ser assinado em território norte-americano, evocando o Estado do Iowa como uma possibilidade.

Mas os índices anularam as suas perdas e acabaram a semana em alta, com os investidores convencidos de que se conseguiram progressos para resolver o conflito Pequim-Washington.

Na quinta-feira, um porta-voz do Ministério do Comércio chinês garantiu que as tarifas alfandegárias que norte-americanos e chineses se estão a aplicar mutuamente seriam reduzidas progressivamente.

"Na próxima semana vão realizar-se vários acontecimentos importantes e divulgadas várias estatísticas, mas a atenção dos investidores deve continuar a ser dominada pelos desenvolvimentos das negociações sino-norte-americanas", previu Karl Haeling, da LBBW.

Segundo este analista, os investidores vão escrutinar três acontecimentos: as possíveis divisões na Casa Branca sobre o dossiê comercial, a forma como Pequim e Washington descrevem o desenrolar das negociações e as estratégias usadas pelos negociadores.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhoras dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório