Meteorologia

  • 23 AGOSTO 2019
Tempo
24º
MIN 22º MÁX 27º

Edição

Centeno entre os favoritos para suceder a Lagarde no FMI

O nome para suceder a Christine Lagarde na liderança do FMI terá de ser escolhido até ao final do mês.

Centeno entre os favoritos para suceder a Lagarde no FMI

O ministro das Finanças, Mário Centeno, começou a marcar os primeiros pontos 'lá fora' quando mostrou às entidades europeias que as previsões estavam erradas, e quando foi escolhido para presidente do Eurogrupo. Agora, o seu nome consta entre os favoritos para suceder a Christine Lagarde na liderança do Fundo Monetário Internacional (FMI). 

Fontes próximas das negociações deram conta disso mesmo ao Wall Street Journal e ao Politico, um dia depois de Christine Lagarde ter oficializado que está de saída para a liderança do Banco Central Europeu (BCE). 

As discussões sobre o perfil ideal para o FMI estão ainda no início e Centeno não surge sozinho nas sugestões. Jeroen Dijsselbloem, antigo presidente do Eurogrupo, é aliás apontado como o favorito pelos responsáveis da União Europeia (UE). 

Mas há mais. Na 'shortlist' estão também a ministra da Economia de Espanha, Nadia Calviño, e o antigo comissário europeu e presidente do banco central da Finlândia, Olli Rehn

Entretanto, o Politico noticiou, esta quinta-feira, que Dijsselbloem está fora da corrida, por não garantir o apoio necessário dos responsáveis europeus

Ainda sem um nome definido, as negociações prosseguem, mas o Wall Street Journal aponta para breve uma decisão, já que os responsáveis têm de escolher o sucessor de Lagarde até ao final do mês de julho

Esta não é, contudo, a primeira vez que se fala na possibilidade de Centeno dar seguimento à sua carreira internacional, apesar de o primeiro-ministro, António Costa, já ter dito por diversas ocasiões que queria que Centeno continuasse por cá a liderar as Finanças. Já se falou também que Centeno pudesse rumar a comissário europeu.

Ainda assim, escreve o Politico, apesar de estar bem encaminhado, alguns responsáveis europeus consideram que Centeno não é "suficientemente senior" para o cargo.

Apesar das discussões sobre os potenciais candidatos estarem a decorrer, a decisão final sobre o futuro diretor-geral do FMI será tomada pelos 24 membros da comissão executiva do Fundo Monetário Internacional.

Lagarde sai do FMI a 12 de setembro

Christine Lagarde apresentou a demissão do cargo de diretora-geral do Fundo Monetário Internacional, esta semana, com efeito a 12 de setembro, e o Conselho Executivo aceitou o pedido, elogiando a sua "excecional" administração e liderança "inovadora e visionária". David Lipton permanece como diretor interino do FMI.

No início do mês, os chefes de Estado e de Governo da UE chegaram a acordo sobre as nomeações para os cargos institucionais de topo, designando Christine Lagarde para a presidência do BCE, sucedendo ao atual presidente, Mario Draghi, cujo mandato termina a 31 de outubro.

Leia Também: Presidente do Eurogrupo salienta boas notícias para Espanha e Itália

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhoras dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório