Meteorologia

  • 23 SETEMBRO 2019
Tempo
21º
MIN 14º MÁX 25º

Edição

Fosun diz que Portugal "acolhe bem" o investimento chinês

O presidente da Fosun International apontou hoje as "relações muito próximas" entre Portugal e a China e referiu as participações na Fidelidade e no BCP como exemplos de como o país "acolhe bem" o investimento daquela multinacional chinesa.

Fosun diz que Portugal "acolhe bem" o investimento chinês
Notícias ao Minuto

20:59 - 09/01/19 por Lusa

Economia Multinacional

"As relações entre a China e Portugal são muito próximas hoje em dia. Os nossos investimentos na Fidelidade [seguradora portuguesa da qual a Fosun detém 85%] e no BCP [onde a Fosun controla 27,06% do capital] são a evidência de que Portugal acolhe bem o investimento da Fosun no país", sustentou Wang Qunbin.

Em declarações aos jornalistas em Lima, no Peru, à margem da conferência de imprensa que oficializou a compra pela Fidelidade de 51% do capital da congénere peruana La Positiva, Wang Qunbin considerou que esta operação "é um marco muito importante" para a seguradora portuguesa, já que lhe dá "acesso pela primeira vez ao mercado da América Latina".

"A La Positiva é um dos líderes de mercado no Peru e na Bolívia no mercado segurador. Com este investimento, a Fidelidade aumentou significativamente a sua base de clientes, de cerca de dois milhões para mais de cinco milhões", destacou.

Wang Qunbin salientou ainda que este investimento torna também a Fidelidade mais internacional, dando-lhe "mais visibilidade no mercado internacional, nomeadamente na América Latina", quando "até agora estava sobretudo focada em Portugal e nos países de língua portuguesa".

Adicionalmente, disse, a operação "vai acrescentar benefícios financeiros à Fidelidade", ao mesmo tempo que favorecerá o "espírito empreendedor, num contexto de globalização, da equipa de gestão e do pessoal" da seguradora portuguesa, "com partilha de conhecimentos e 'know-how' [conhecimento] com a La Positiva".

A aquisição pela Fidelidade de uma posição maioritária na La Positiva marca também a estreia da Fosun no setor segurador na América Latina, sendo que o objetivo da multinacional é continuar a crescer no Peru e na América Latina, no âmbito da sua visão de "fornecer um milhão de famílias no mundo inteiro" assente nos pilares estratégicos de "criação de riqueza, serviços de saúde, bem-estar e lazer".

Relativamente à participação que a Fosun International detém no BCP, Wang Qunbin declarou que "é um investimento de longo prazo e estratégico", estando o grupo chinês "confiante" na capacidade de desenvolvimento do banco, cujas "melhorias" considera serem evidentes.

Quanto aos investimentos previstos pela Fosun a nível global, Wang Qunbin afirmou que a "ênfase" será na "eficiência das operações do portefólio" que a empresa já detém, embora admita novos investimentos "focados no segmento da saúde".

Na mesma linha, Jorge Magalhães Correia, presidente da Fidelidade e 'global partner' da Fosun, afirmou à agência Lusa que "os investimentos da Fosun em Portugal têm sido caracterizados pela qualidade e não pela quantidade", estando a multinacional chinesa "confortável pela qualidade dos investimentos que fez" no país.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhoras dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório