Meteorologia

  • 12 NOVEMBRO 2018
Tempo
13º
MIN 12º MÁX 13º

Edição

Pensões, IRS, Função Pública: Marques Mendes revela 5 prioridades do OE

O último Orçamento do Estado da legislatura de António Costa contemplará uma descida do IRS, aumento das pensões e aumentos dos salários na Função Pública. A indicação foi dada por Luís Marques Mendes, que considera que o OE2019 será "eleitoralista".

Pensões, IRS, Função Pública: Marques Mendes revela 5 prioridades do OE
Notícias ao Minuto

07:56 - 20/08/18 por Beatriz Vasconcelos 

Economia Comentário

Para o próximo Orçamento do Estado, o último antes das eleições legislativas do próximo ano, estão em cima da mesa várias propostas com impacto direto no dia a dia das pessoas, entre as quais aumentos das pensões, aumento dos salários da Função Pública, uma descida do IRS, um corte do IVA na eletricidade e uma nova taxa sobre as energias renováveis. Paralelamente, o investimento público será visto como uma prioridade.

A revelação foi feita por Luís Marques Mendes no seu programa de comentário semanal na SIC, no domingo à noite.

“Aquilo que eu apurei ao longo desta semana é que há, pelo menos, cinco prioridades já definidas que têm muito a ver com a vida das pessoas", começou por dizer o comentador. 

“O Governo vai dar uma grande importância ao aumento das reformas”, antecipou Marques Mendes, e “em duas direções”. Um aumento será proveniente da aplicação da lei e será de 0,5%. Já o segundo aumento será por decisão política, mas os números ainda estão em negociações. “São boas notícias para os reformados portugueses”, concretizou.

A segunda prioridade, contou Marques Mendes, é que “vai haver um alívio fiscal em sede de IRS”, uma decisão que “já está tomada, [sendo que] o Governo está agora a fazer contas”, avançou. Questionado sobre o possível montante desse desagravamento, o comentador referiu que ainda “é prematuro” falar em números.

A outra prioridade estará relacionada com a energia, com a descida do IVA na eletricidade - que atualmente é de 23% e “o mais provável que baixe para 13%”. Depois, poderá também regressar uma taxa sobre as  renováveis, “em moldes semelhantes” como a que foi discutida com o Bloco de Esquerda no OE2018.

A quarta prioridade será o investimento público, onde serão destacadas áreas como a saúde, a ciência e a cultura. Por último, avançou Marques Mendes, em cima da mesa estarão também novas contratações e “aumentos salariais” para a Função Pública.

Por tudo isto, o social-democrata entende que o OE2019 "será eleitoralista". A entrega do Orçamento do Estado para 2019, recorde-se, está prevista para o dia 15 de outubro. 

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhoras dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório