Meteorologia

  • 21 ABRIL 2024
Tempo
25º
MIN 15º MÁX 26º

Inacreditável. Descem de divisão e acusam a equipa técnica de furar pneus

Jogadores do CF La Nucía, das divisões inferiores de Espanha, alegam ainda ter salários em atraso.

Inacreditável. Descem de divisão e acusam a equipa técnica de furar pneus
Notícias ao Minuto

19:38 - 02/04/24 por Notícias ao Minuto

Desporto Espanha

O C. F. La Nucía, clube que milita no grupo 3 da Segunda RFEF (equivalente à quarta divisão espanhola) está a braços com uma crise a nível futebolístico. Depois da descida de divisão na época anterior, o conjunto espanhol procurava evitar nova despromoção, mas foi incapaz de alcançar esse intento.

O emblema do país vizinho lutava pela permanência no campeonato onde se encontrava, mas acabou de descer, matematicamente, para a Terceiro RFEF com a derrota na última jornada diante do Terrassa.

A juntar a este problema, o jornal espanhol Marca revela que os jogadores do clube de Valência não recebem os salários há quase três meses. Além disso, os atletas depararam-se com um grave problema após o jogo do último fim de semana... dentro das instalações do clube.

"A viagem foi de sete horas e meia de ida e as mesmas de volta. Tudo no mesmo dia. Os jogadores fizeram-no para ajudar o clube, para que pudesse haver gastos menores. A situação dentro do clube é complicada, há gente com necessidades. Este domingo, dizem-nos que temos de viajar todos, até os lesionados. Não conseguimos perceber. E, quando chegamos às 3.45 horas às instalações do clube, encontramos nove carros com os pneus furados por uma faca. Todos os carros menos, por sinal, os da equipa técnica. Quem terá sido? Não sabemos, mas temos as nossas suspeitas. São milhares de euros em prejuízo. Os carros estão num espaço que pertence ao La Nucía e que tem portões, não é qualquer um que tem acesso", disse um membro do plantel do CF La Nucía ao referido jornal.

Numa publicação feita nas redes sociais, os jogadores do plantel denunciaram a situação. Os atletas garantiram que a faca usada para causar os danos aos carros foi deixada no mesmo local dos incidentes, que serão investigados.

Por seu turno, o capitão de equipa Mariano Sanz detalhou a situação caótica à Rádio Marca.

"Eu não recebo há dois meses, quase três. Eu tenho algum dinheiro guardado, mas há colegas que não, e que passam por um tempo difícil. Chegamos no domingo à noite e encontramos vários carros com as rodas perfuradas. E isso vai custar-nos dinheiro. O treinador ficou igualmente em choque. Não é uma situação nova. São os covardes típicos que agem à noite com os rostos cobertos. Eles são pessoas, sem valores. Houve episódios no futebol espanhol em que coisas assim aconteceram. Espero que a Guarda Civil os receba e paguem pelo que fizeram. Não me considero um bom detetive, mas a porta não foi forçada. Isso mesmo, o portão pode ser derrubado por qualquer um que esteja moderadamente em forma. Eles não levaram nada de valor, mas a perda económica é elevada", frisou o jogador em causa.

Leia Também: Ingleses revelam dupla 'armadura' que segura Rúben Amorim no Sporting

Recomendados para si

;

Acompanhe as transmissões ao vivo da Primeira Liga, Liga Europa e Liga dos Campeões!

Obrigado por ter ativado as notificações do Desporto ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório