Meteorologia

  • 22 ABRIL 2024
Tempo
15º
MIN 15º MÁX 27º

João Carlos Pereira elogia "legado" e "caráter" de Artur Jorge

O treinador João Carlos Pereira destacou o legado desportivo deixado por Artur Jorge, que morreu hoje aos 78 anos, elogiando o caráter e a personalidade do técnico com quem trabalhou na Académica de Coimbra.

João Carlos Pereira elogia "legado" e "caráter" de Artur Jorge
Notícias ao Minuto

17:54 - 22/02/24 por Lusa

Desporto Artur Jorge

"Era um 'gentleman', uma pessoa de trato muito respeitoso. Elegante nas suas relações. Uma pessoa erudita", vincou o adjunto de Artur Jorge nos 'estudantes' em 2003/04.

Do ponto de vista profissional enquanto treinador, João Carlos Pereira entende que "o seu trajeto e os seus sucessos falam por si", destacando os êxitos pelo FC Porto e Paris Saint-Germain.

"A primeira Liga dos Campeões (1987) e o sucesso internacional do FC Porto é o seu maior marco, tal como a obtenção de títulos numa das maiores ligas europeias e mundiais, pelo Paris Saint-Germain (França)", especificou.

Entende que o facto de se ter formado fora de Portugal, na altura "muito limitado pelas suas fronteiras", estudando em Leipzig, na antiga República Democrática da Alemanha, foi importante para o seu sucesso.

"Ir fora naquela altura ou abrir-se para o mundo global só traz vantagens para qualquer profissional", sustentou.

Diz que Artur Jorge "foi uma referência do treino e inovador no seu tempo", sendo recordado com um ilustre no futebol nacional.

Quando trabalharam juntos na Académica, foi já no fim de uma longa e bem-sucedida carreira, na qual, admite, o antigo técnico dedicava ainda mais tempo aos seus prazeres, sobretudo a leitura.

O antigo avançado Artur Jorge, nascido no Porto, em 13 de fevereiro de 1946, iniciou a carreira no FC Porto, tendo, depois, rumado à Académica, em Coimbra, onde, como jogador-estudante, cursou Filologia Germânica, antes de chegar ao Benfica, clube no qual venceu quatro campeonatos e duas Taças de Portugal.

Prosseguiu a carreira no Belenenses, antes de a encerrar nos norte-americanos do Rochester Lancers, em 1977, enveredando, depois, pela carreira de treinador, na qual teve o momento alto da carreira em 1986/87, ao vencer a Taça dos Clubes Campeões Europeus ao serviço do FC Porto.

Além deste sucesso nos 'dragões', que comandou em dois períodos, passou por clubes como Vitória de Guimarães, como adjunto, Belenenses, Portimonense, Matra Racing, Benfica, Tenerife, Vitesse, Paris Saint-Germain, Al Nassr, Al Hilal, Académica, CSKA Moscovo, Al Nasr, Creteil Lusitanos e Alger, além da seleção de Portugal, em duas ocasiões, dos Camarões e da Suíça.

Ao longo da carreira de treinador, Artur Jorge conquistou três campeonatos portugueses, uma Supertaça e uma Taça de Portugal pelo FC Porto, além da 'Champions', e um título de campeão francês.

Recomendados para si

;

Acompanhe as transmissões ao vivo da Primeira Liga, Liga Europa e Liga dos Campeões!

Obrigado por ter ativado as notificações do Desporto ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório