Meteorologia

  • 21 FEVEREIRO 2024
Tempo
12º
MIN 10º MÁX 20º

"Não estou no Tottenham pela minha carreira de jogador ou por contactos"

Ange Postecoglou deu uma entrevista sobre as suas origens e as motivações para treinar o Tottenham.

"Não estou no Tottenham pela minha carreira de jogador ou por contactos"
Notícias ao Minuto

17:58 - 24/11/23 por Notícias ao Minuto

Desporto Ange Postecoglou

Ange Postecoglou é o homem por detrás da época entusiasmante do Tottenham, nos lugares cimeiros da Premier League. O australiano, desconhecido até há algum tempo do público em geral, está no auge da carreira aos 58 anos. 

Numa longa entrevista ao jornal inglês Daily Mail, Postecoglou falou sobre as suas origens, o que o levou a seguir carreira no futebol profissional e como está a revolucionar o clube de Londres.

"Há demasiadas pessoas que querem mudanças, mas não querem fazer nada para mudar. Eu gostaria de dizer que tomámos algumas decisões importantes em relação ao pessoal do clube, aos jogadores, à forma como jogamos, como treinamos, como nos comportamos e sempre que uma mudança é tão drástica perturba o equilíbrio de algumas pessoas", começou por dizer. 

"Tivemos um grande arranque, que nos ajudou a acelerar certas coisas. Mas, perversamente, esta é a parte que adoro. Põe-me à prova como pessoa. Testa a minha crença. 'O que é que ele vai fazer sob os duros holofotes da Premier League?' Vamos descobrir", atira o australiano, com origens gregas.

Uma das peculiaridades de Postecoglou é que ele não leva a sua equipa técnica de clube para clube. Ele chega sozinho e começa a entrevistar a restante equipa técnica. O técnico falou ainda sobre a oportunidade que é o Tottenham, já perto dos 60 anos. 

"Nunca usei isso como uma motivação para provar que as pessoas estavam erradas, mas senti-me frustrado. Porque eu sabia que, com todo o trabalho que tinha feito e a experiência que tinha, merecia uma oportunidade e a única razão pela qual não a estava a ter era porque era australiano", garante. 

"As pessoas não gostavam do meu sucesso. Não achava que fosse justo, porque qualquer competição que se ganhe, continua a ser uma competição, certo? Ainda temos de ser a primeira equipa. Até o Celtic é um pouco menosprezado. Por isso, gosto do facto de estar aqui, porque espero que isso quebre alguns estereótipos e permita que as pessoas abram as suas mentes. Não estou aqui por causa da minha carreira de jogador, do meu perfil ou dos meus contactos. Estou aqui por causa do meu trabalho", finaliza Postecoglu. 

Recomendados para si

;

Acompanhe as transmissões ao vivo da Primeira Liga, Liga Europa e Liga dos Campeões!

Obrigado por ter ativado as notificações do Desporto ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório