Meteorologia

  • 24 JUNHO 2024
Tempo
24º
MIN 17º MÁX 29º

Adepto sobe torre com 70 metros para colocar bandeira do Benfica

Um adepto do Benfica subiu hoje os cerca de 70 metros da chaminé de uma antiga mina de carvão em Rio Maior, para colocar uma bandeira do clube no topo, em homenagem à tripla conquista do futebol "encarnado".

Adepto sobe torre com 70 metros para colocar bandeira do Benfica
Notícias ao Minuto

13:58 - 24/05/14 por Lusa

Desporto Rio Maior

A subida, feita de noite para evitar complicações com as autoridades, uma vez que a chaminé fica num terreno que é propriedade da autarquia, demorou cerca de cinco minutos, e foi feita por uma antiga escada em ferro, situada no exterior.

Mais demorada foi a fixação da bandeira, com cerca de 2,5 metros de comprimento e 1,25 metros de altura, atada num tubo metálico com cerca de três metros, que demorou perto de 15 minutos. Para que o tubo ficasse bem preso, o autor da proeza construiu umas braçadeiras metálicas especiais, de forma que o tubo encaixasse bem nos degraus.

"Da outra vez usei umas braçadeiras normais e a bandeira só se aguentou ai uns dois meses", referiu à agência Lusa o adepto, de 43 anos, que pediu para não ser identificado, referindo-se a uma situação idêntica, em 2010, quando subiu a mesma chaminé após a conquista do primeiro título da "era" de Jorge Jesus no Benfica.

Na altura, além da bandeira, mais pequena do que a atual, colocou também uma faixa com as palavras "Benfica Campeão", uma "brincadeira" que ficou em mais de 100 euros. Desta vez foi mais comedido na homenagem aos campeões nacionais e vencedores da Taça de Portugal e da Taça da Liga, e colocou apenas a bandeira, que, ainda assim, lhe custou 35 euros.

Apoiado por três amigos, dois do Benfica e um do Sporting, este benfiquista "dos sete costados", espera que, desta vez, a bandeira fique pelo menos até setembro, altura da Feira das Cebolas, um certame típico do concelho de Rio Maior, que se realiza nesse mês, no pavilhão multiusos, a escassos 50 metros do local.

Sobre a subida das várias centenas de degraus até ao alto da chaminé, o adepto benfiquista diz apenas que foi "um bocado difícil", e que o pior foi o cansaço e as dores nos braços. Preciosa foi a ajuda do tempo, sem chuva e com vento fraco.

Ao contrário, quem não quis colaborar foi o isqueiro, que falhou a 70 metros do solo, impedindo-o de fumar um apetecido cigarro. Um "castigo" que o persegue desde a primeira tentativa, em que o "vício" também ficou por matar, dessa vez porque o maço de tabaco caiu durante a subida.

Cumprida a missão de 2014, fica prometida nova subida para daqui a um ano, isto se os encarnados voltarem a conquistar o título nacional. "O que eu queria mesmo era colocar a bandeira depois de ganharmos a Champions mas tenho a impressão que isso nunca vou conseguir", brincou com os colegas.

"Eu, quando o Sporting for campeão, pinto a chaminé de verde", respondeu o amigo sportinguista, arrancando uma gargalhada geral, enquanto o grupo ia abandonando o local, agora enfeitado com uma bandeira vermelha, visível de praticamente toda a cidade.

Recomendados para si

;

Acompanhe as transmissões ao vivo da Primeira Liga, Liga Europa e Liga dos Campeões!

Obrigado por ter ativado as notificações do Desporto ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório