Meteorologia

  • 23 JANEIRO 2022
Tempo
14º
MIN 6º MÁX 14º

Edição

"O grande objetivo era estar na fase de grupos. Isso já foi conquistado"

Treinador encarnado lançou jogo frente ao Dínamo Kiev.

"O grande objetivo era estar na fase de grupos. Isso já foi conquistado"

Jorge Jesus e Pizzi estiveram, esta terça-feira. em conferência de imprensa para fazer o lançamento do jogo frente ao Dínamo Kiev, agendado para amanhã, quarta-feira, e referente à 6.ª e última jornada da fase de grupos da Liga dos Campeões. 

Jorge Jesus

Equipa pressionada: "Claro que a equipa sabe que existe responsabilidade, mas o que importa é reforçar que o Benfica pode apurar-se num grupo onde está o Bayern e o Barcelona."

Se não vencer, deixa o cargo?: "É a mesma resposta. Está se a colocar aqui uma situação... Se o Benfica não passar aos oitavos... Toda a gente estava à espera que conseguíamos ultrapassar o Bayern e o Barcelona? Se conseguirmos, vai ser um feito muito importante. Isso não é um sinal de responsabilidade. É um objetivo de grande orgulho." 

Jogo decisivo para a sua continuidade?: "Este jogo pode trazer um êxito para o Benfica que, talvez, ninguém esperava. À partida ninguém esperava que pudessemos estar nos oitavos. Ainda falta uma jornada e o Benfica já tem garantido um lugar na Liga Europa. O objetivo do Benfica é passar os oitavos de final, num grupo onde está o Barcelona e o Bayern Munique. Acreditámos desde o primeiro dia, mas nunca foi um sinal de pressão. O grande objetivo era estar aqui, na fase de grupos. Isso já foi conquistado." 

O que falhou no dérbi: "Cada jogo tem uma análise diferente, tendo em conta o adversário e os jogadores. As equipas são diferentes. O que importa é perceber aquilo que não fizemos tão bem na nossa equipa. Não podemos olhar para dois adversários da mesma forma."

Momentos após o dérbi: "Tenho de estar focado. Sou treinador do Benfica e tenho de estar focado naquilo que fizemos nestes 25 jogos. Tentar passar à equipa por que razão nos aconteceu. Espero que a equipa esteja mais confiante amanhã. Nesta casa ninguém está habituado a perder muitas vezes contra o rival [Sporting]. E eu já joguei 18 vezes contra eles. Mas isso faz parte do passado. Amanhã temos de pensar só na vitória."

Utilização escassa de Pizzi: "O Pizzi será sempre um trunfo. Ou no onze ou quando penso que não deve jogar de início em determinado jogo. Ainda temos um treino para fazer... São 26 jogadores, temos um plantel com muita qualidade e face ao momento do jogo de amanhã, que pode ser um momento de conquista... Temos que ganhar o jogo. Não há outra hipótese. Estamos a disputar uma vaga com o Barcelona, que nos últimos 18 anos nunca ficou fora dos oitavos."

Que Dínamo espera?: "Sabemos que na Champions as equipas têm um alto nível. Esta equipa do Dínamo tem 13 jogadores internacionais da Ucrânia. Fizeram grandes jogos. Amanhã vai ser um jogo difícil. Em caso de vitória, nós podemos garantir a passagem aos oitavos, mas estamos dependentes de outros. Vamos encontrar um adversário que nos vai colocar problemas." 

Pizzi

Perda de influência na equipa: "Obviamente que comparando os números... Claro que gostaria de ter outros números. Mas a chegada de João Mário não tem nada a ver. Ele não está a jogar na mesma posição que eu. Além disso, toda a gente conhece a qualidade do João Mário. Se eu ficasse no banco pelo João Mário, não ficaria com todo o gosto, mas seria bom porque sabia da qualidade do meu 'rival' de posição. O mais importante é o jogador estar focado no treino e naquilo que pode controlar. E, depois, esperar pela oportunidade. Seja 5 ou 90 minutos. Dar o máximo. Para mim é um orgulho enorme representar este clube. Vou sempre dar o máximo em prol da equipa. Nem todos os jogadores podem jogar a titular. Há quem jogue mais do que os outros. Mas os que não jogam têm que dar o máximo no treino. É isso que eu faço. Dou o meu melhor para corresponder quando for chamado." 

Dínamo Kiev: "O Dínamo tem vários jogadores internacionais, tem uma boa equipa e já estão habituados a este nível da Liga dos Campeões. Estão já fora das contas, mas querem dar uma alegria aos adeptos deles. Nós temos de estar focados e temos de dar a volta ao resultado negativo de sexta-feira."

Derrota no dérbi: "Primeiro, perder no Benfica é sempre duro. Perder um dérbi na nossa casa, mais duro é. Mas nós, jogadores, temos a oportunidade de responder em campo passados dois ou três dias. Temos de responder com uma vitória e dar uma alegria aos adeptos. Estamos todos focados e sabemos aquilo que temos de fazer. Temos que recuperar a nossa imagem."

Que jogo esperam: "Um jogo complicado. Todas as equipas que estão nesta competição têm qualidade. O Dínamo bateu-se muito bem contra o Bayern, Barcelona e contra nós. Esperamos um adversário forte, mas queremos fazer um grande jogo, dar uma alegria aos adeptos e a qualificação para os oitavos de final."

Leia Também: Nagelsmann e as palavras de Jorge Jesus: "Cumprimentos ao Benfica"

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;

Acompanhe as transmissões ao vivo da Primeira Liga, Liga Europa e Liga dos Campeões!

Obrigado por ter ativado as notificações do Desporto ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório