Meteorologia

  • 08 DEZEMBRO 2021
Tempo
13º
MIN 12º MÁX 15º

Edição

MAG do Benfica nega votação de propostas de regulamento para as eleições

O presidente de mesa da Assembleia Geral do Benfica, António Pires de Andrade, negou esta sexta-feira a possibilidade de votação de propostas de Regulamento Eleitoral para as próximas eleições, agendadas para 09 de outubro.

MAG do Benfica nega votação de propostas de regulamento para as eleições

O último dos quatro pontos da Assembleia Geral (AG) que se realizou esta sexta-feira acabou assim por não ser sufragado, na sequência da decisão de Pires de Andrade, pouco depois da intervenção de João Noronha Lopes, candidato derrotado no último ato eleitoral.

Esta reunião magna tinha uma hora prevista de término (23h30 horas), que já tinha sido ultrapassada, contudo os sócios presentes no pavilhão número 2 do Estádio da Luz viram negada a solicitação para a votação deste ponto.

Durante a intervenção, Noronha Lopes criticou a definição dos moldes do próximo ato eleitoral, considerando que o processo "foi feito à pressa e sem regras definidas".

"No Benfica não se brinca às Assembleias Gerais. Temos de respeitar os sócios e o passado do Benfica. Neste momento, a transparência perde por 2-0. Nada une mais os benfiquistas do que uma direção que seja clara e transparente. Queremos voltar ao tempo de benfiquistas contra benfiquistas? Quem é que beneficia com isto? O Benfica? Quem beneficia são os nossos adversários que se riem na nossa cara", afirmou Noronha Lopes.

Esta AG teve início poucos minutos depois da hora prevista (20h30 horas), após ter sido atingido o quórum necessário e já com a presença de Rui Costa, presidente interino, bem como de Francisco Benítez, candidato às eleições de 09 de outubro, e de João Noronha Lopes.

O ponto alto da noite foi a aprovação de uma auditoria às eleições 28 de outubro de 2020, que reconduziram Luís Filipe Vieira à presidência dos 'encarnados'.

Os sócios começaram por dar parecer positivo à utilização do voto físico para a discussão do segundo ponto da ordem de trabalhos e que aprovou a constituição de uma comissão independente de sócios e poderes conferidos para organizar a realizar de uma auditoria ao sistema de votação eletrónica utilizado nas eleições de 28 de outubro de 2020.

Luís Filipe Vieira foi reeleito, mas, em 15 de julho, apresentou a demissão do cargo.

O objetivo deste segundo ponto, que coloca em causa o sistema de votação eletrónica então utilizado, visa esclarecer o modo como se processou a recolha das urnas que continham os talões de voto emitidos, nomeadamente relações com empresas envolvidas no processo, termos da sua contratação, local de destino e/ou depósito das urnas, a integridade das mesmas e a intangibilidade dos talões.

Nesta reunião foi também discutido o processo de contagem dos votos nelas depositadas.

Até ao momento, as eleições para os órgãos sociais do Benfica só têm um candidato, que é Francisco Benítez. João Noronha Lopes afastou-se de uma eventual candidatura na semana passada. O atual presidente, Rui Costa, ainda não tomou qualquer posição oficial.

A 24 de setembro, pelas 20h30 horas, os 'encarnados' volta a reunir-se em nova AG para apreciar e votar o relatório de gestão do exercício 2020/21, bem como o relatório do Conselho Fiscal.

Leia Também: Sócios do Benfica avançam para auditoria às eleições de 2020

Leia Também: "Benfica é nosso, Benfica é nosso...". Sócios fazem-se ouvir na AG

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

;

Acompanhe as transmissões ao vivo da Primeira Liga, Liga Europa e Liga dos Campeões!

Obrigado por ter ativado as notificações do Desporto ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório