Meteorologia

  • 26 SETEMBRO 2021
Tempo
15º
MIN 14º MÁX 24º

Edição

"Sporting? Não vale a pena soltar os foguetes. Às vezes há terramotos"

O antigo presidente do Sporting, Sousa Cintra, considerou "justo" o resultado do Clássico e ainda avaliou as palavras de Sérgio Oliveira no final da partida.

"Sporting? Não vale a pena soltar os foguetes. Às vezes há terramotos"

FC Porto e Sporting empataram a zero, neste sábado, num duelo relativo à 21.ª jornada da I Liga.

Um Clássico que permitiu aos leões manter a vantagem de 10 pontos para os dragões. Em conversa com o Desporto ao Minuto, o ex-presidente verde e branco, Sousa Cintra, considerou "justo" o resultado e falou em "missão cumprida".

“Foi um jogo inteligente do Sporting. O nosso treinador montou muito bem a equipa para um encontro que era bastante importante. No Dragão, e com a vontade que o FC Porto tinha em ganhar para manter em aberto as suas aspirações título, era efetivamente um jogo de crucial importância para eles", começou por dizer o antigo dirigente.

"O empate foi um resultado justo, apesar de as duas equipas terem jogado para ganhar. O FC Porto até teve mais oportunidades, mas o futebol é isto mesmo. O empate foi precioso para o Sporting para manter a distância para o FC Porto, o principal rival, uma vez que o Benfica está mais distante. O Sporting cumpriu a sua missão e, mais importante do que isso, foi um Clássico sem casos e onde a arbitragem foi muito competente", complementou Sousa Cintra, que coloca de lado festejos antecipados.

"Não vale a pena soltar os foguetes antes do tempo, até porque ainda falta muito campeonato. Às vezes acontecem terramotos, mas só espero que esse terramoto não suceda em Alvalade. Mas nós vemos lá fora equipas como o Atlético de Madrid, que estava com uma grande vantagem sobre os rivais, e que no espaço de poucas jornadas começou a perder essa margem pontual", asseverou o antigo presidente.

Sousa Cintra, que vê no treinador leonino uma das grandes chaves deste sucesso: "De louvar o discurso de Rúben Amorim, alguém que quer muito ser campeão e que está a ser bastante competente, dando lições de humildade e de forma constante. E depois tem sido exímio na forma como fala com a comunicação social e com os jogadores. Temos no Sporting um jovem treinador que vai dar muito que falar e com um comportamento exemplar".

O antigo dirigente também não passou à margem das declarações do médio Sérgio Oliveira, que, no final do Clássico, frisou que, para o Sporting, "um empate era como ganhar a Liga dos Campeões".

“Tem de haver alguma tolerância para esse tipo de declarações. Ele queria muito ganhar o jogo e, como estava desesperado e algo chateado, nem pensou bem no que estava a dizer, portanto não dava a essas declarações muita importância. O Sérgio Oliveira sabe perfeitamente a história do Sporting, uma história que qualquer sportinguista e português se orgulha. Falamos do clube mais eclético do país e que se equipara ao Barcelona", rematou Sousa Cintra.

Leia Também: "Falta-me ser campeão pelo Sporting e este ano estamos bem"

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Acompanhe as transmissões ao vivo da Primeira Liga, Liga Europa e Liga dos Campeões!

Obrigado por ter ativado as notificações do Desporto ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório