Meteorologia

  • 20 OUTUBRO 2020
Tempo
18º
MIN 17º MÁX 20º

Edição

"Real despediu-se vergonhosamente de Casillas. O FC Porto não fará isso"

O Desporto ao Minuto esteve à conversa com dois jornalistas espanhóis sobre os moldes de como será o futuro profissional do ainda guardião espanhol.

"Real despediu-se vergonhosamente de Casillas. O FC Porto não fará isso"
Notícias ao Minuto

07:53 - 18/02/20 por Ricardo Santos Fernandes 

Desporto Imprensa espanhola

Iker Casillas oficializou, nesta segunda-feira, através das redes sociais, a candidatura à Real Federação Espanhola de Futebol (RFEF), colocando um ponto final à especulação que já durava há alguns dias.

A notícia foi recebida em Espanha com um grande impacto, deixando os amantes do futebol do país vizinho em euforia.

O Desporto ao Minuto convidou Chema Garcia Fuentes, do Mundo Deportivo, e Gonzalo Castro, do diário As, para falarem sobre a partida de Casillas para Espanha, a ponte da Federação espanhola para uma quiçá presidência do Real Madrid e os moldes da despedida do guardião espanhol do estádio do Dragão.

A oficialização da candidatura de Casillas à RFEF

Chema García Fuentes (Mundo Deportivo): Foi uma super notícia e uma daquelas que dominará a atualidade em Espanha nos próximos dias. Casillas é um ídolo em Espanha por tudo o que fez no Real Madrid e na Seleção. Um dos desportistas mais respeitados, não só pela sua carreira de desportista, mas também pelo comportamento como ser humano. Esta candidatura teve um impacto gigantesco em Espanha. Algo assim ocorreria em Portugal se, por exemplo, Luís Figo se apresentasse à Federação Portuguesa de Futebol.

Gonzalo Castro (Diário AS): Antes de mais esta é uma notícia que me dá muita pena, porque Casillas foi um ídolo para uma geração e uma geração que amava o Real Madrid. Ver um futebolista como o Casillas fora do futebol dá-me pena, mesmo muita pena. E deu-me raiva, porque o tempo passa muito rápido. Agora, olhando para a Federação, acredito que Casillas tenha muitas opções para vencer esta eleição.

Armas para ganhar as eleições

Chema García Fuentes (Mundo Deportivo): Não me atrevo a dizer nem que sim, nem que não, mas a verdade é que conta com o apoio da maior parte dos amantes do futebol. Durante estes anos, sobretudo na etapa de Ángel María Villar, a Federação espanhola teve muitos problemas judiciais e viveu num clima obscuro. A chegada de Rubiales parecia que ia acabar com um determinado tipo de práticas e, de certo modo foi assim, mas continuaram a haver bastantes polémicas. Basta recordar-nos do Mundial de 2018 e o despedimento de Lopetegui, agora o tema da Supertaça espanhola que a RFEF levou para a Arábia Saudita, sem esquecer o clima de alta tensão com a Liga. Este tipo de questões continuaram a perpetuar-se no tempo e a Federação espanhola não funciona de forma fluída. E uma personagem como Casillas acaba por trazer sensações muito positivas e leva-nos a pensar que existem opções diferentes. O diário Marca, há pouco tempo, fez uma sondagem, em que 95% dos adeptos queriam a Casillas na presidência da RFEF. Outra questão está relacionada com as pessoas que vão votar e aí já tenho dúvidas de que ele reúna tanto consenso, mas dentro do desporto espanhol ele é a figura que pode abanar a Federação espanhola pelo carisma que tem, pela sua trajetória e por ser uma pessoa muito íntegra a nível pessoal e profissional. E é muito possível que aconteça uma surpresa.

Gonzalo Castro (Diário AS): O principal problema da RFEF é o clima de tensão que mantém com a Liga. As relações entre Tebas e Rubiales são de cortar à faca. Se Casillas chegar à presidência da Federação e conseguir recuperar a relação com Tebas e dar as mãos novamente à Liga já seria um enorme triunfo para o ex-guardião. Não sei se isto jogará a favor de Casillas.

Ponte para rumar ao Real Madrid

Chema Garcia Fuentes (Mundo Deportivo): A figura de Casillas na última etapa do Real Madrid ficou um pouco tremida, pelos problemas que travou com Mourinho e Florentino Pérez. A ir para o Real Madrid, Casillas só rumaria com Florentino fora da presidência. De outra forma é difícil acreditar nisso. Há outras lendas do clube que teriam mais facilidade em chegar à liderança do clube blanco. É preciso esperar um pouco até que os que radicalizaram Casillas, pondo-se ao lado de Mourinho, vão para outras paragens. Muitos o acusaram de filtrar os discursos do treinador português para a imprensa e essas pessoas não vêm o regresso de Casillas com bons olhos. 

Gonzalo Castro (diário AS): A Federação espanhola será muito útil para Casillas para ele conhecer como funciona o futebol de outra perspetiva. Ele será presidente de um cargo muito importante, que não se trata de um clube de futebol, e terá a incumbência de não só manejar lides administrativas, como a tarefa de liderar um grupo de pessoas importantes. Isto vai ser muito bom para ele, como preparação para um dia ser presidente do Real Madrid.

O adeus ao FC Porto

Chema Garcia Fuentes (Mundo Deportivo): Certamente por muito pouco que o FC Porto faça, a saída de Casillas já vai ser bastante melhor, comparativamente ao trato que teve na hora de despedida do Real Madrid. Os portugueses farão melhor, porque uma lenda como Casillas nunca devia ter saído de Madrid da maneira como saiu. O FC Porto é um clube 'senhor' e lida muito bem com este tipo de situações. Os dragões tiveram um tratamento fenomenal com o seu jogador. Ao contrário de um Real Madrid que teve um tratamento vergonhoso com Casillas.

Gonzalo Castro (diário As): O coração deu-lhe um aviso e o coração é o que temos de mais importante no corpo. Casillas não podia continuar a jogar a vida no FC Porto. Ele até podia rumar a Nova Iorque ou à China, mas a saúde travou a carreira de um futebolista que podia jogado durante mais tempo ainda.  Em Madrid a carreira de Casillas terminou muito mal. Florentino Pérez não quis fazer nenhuma homenagem ao seu guarda-redes, a imprensa chateou-se bastante e o presidente blanco acabou por improvisar uma homenagem 'rali express' a Casillas. Uma homenagem em que o deixaram completamente sozinho. Outros jogadores como RaúlGutiHierro ou até Ronaldo não tiveram direito a uma homenagem. Como é que isto se explica? Casillas não foi o melhor jogador da história do FC Porto, mas certamente vai ter o reconhecimento que merece. Basta o FC Porto fazer tão pouco, para que a despedida do Dragão já seja melhor que a do Bernabéu

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Acompanhe as transmissões ao vivo da Primeira Liga, Liga Europa e Liga dos Campeões!

Obrigado por ter ativado as notificações do Desporto ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório