Meteorologia

  • 07 DEZEMBRO 2019
Tempo
10º
MIN 9º MÁX 17º

Edição

Benfica - Não perca os últimos golos e lances polémicos

Mais vídeos

"Não é uma renovação, é um aumento. Só quero saber onde assino"

Bruno Lage garante que "não falta nada" para que o novo contrato com o Benfica fique fechado.

"Não é uma renovação, é um aumento. Só quero saber onde assino"

Bruno Lage desvalorizou, esta sexta-feira, a demora na assinatura do novo contrato com o Benfica. Em conferência de imprensa, o treinador dos encarnados deixou, ainda, elogios ao Vizela, adversário na quarta eliminatória da Taça de Portugal, e explicou o que traz o novo relvado do estádio da Luz.

Vizela: Tem feito uma campanha muito boa, está em primeiro e é uma boa equipa, com bom processo. Normalmente joga em 4x3x3, temos conhecimento da sua competência. É a nossa forma de trabalhar, olhando para todos os jogos da mesma maneira. Olhámos para nós, para o que temos feito de bom e para o que temos que corrigir. Com muita gente na seleção, com regressos mais tardios... Mas, dentro do possível, fizemos um bom trabalho. Treinámos alguns aspetos importantes e olhámos para o adversário no sentido de fazermos um bom jogo, mas fundamentalmente ter uma boa reentrada nas competições.

Poupar a pensar na Champions: A nossa intenção nunca é rodar, é apresentar a melhor solução. Curiosamente, as reentradas nas competições após as paragens têm sido com jogos da Taça, mas aqui temos muita gente que fica muito tempo sem competir e que não pode entrar a frio num jogo da Liga dos Campeões. Será uma equipa muito competente e séria, para vencer.

Vizela quer fazer história: Do lado de cá não pode haver espaço para facilidades. O foco é o mesmo que tivemos contra o Cova da Piedade. Vamos levar o jogo muito a sério, porque as equipas são muito competitivas. Do outro lado está sempre alguém que tem essa ambição. Eu já estive do outro lado, contra equipas muito fortes, como quando o Sheffield Wednesday eliminou o Arsenal, por 3-0, em casa. Temos a responsabilidade máxima de seguir em frente na Taça.

Regresso de Raul de Tomas: As oportunidades são para todos os jogadores. É olhar para as palavras do Seferovic, que precisou de um ano. O primeiro ano foi terrível. O mais importante é o Raul ter a estabilidade e total confiança da nossa parte. Quando tiver uma oportunidade, é contribuir para o trabalho da equipa.

Ainda não renovou: Não falta nada. Não se trata de uma renovação, mas sim de um aumento de salário. O presidente entendeu que, pelo nosso trabalho, deveria haver um aumento de salário. Ontem, o melhor treinador do mundo entrou num clube, fez um contrato até 2023, que é quando termina o meu. Da minha parte, nunca foi discutido qualquer valor. O mais importante é as pessoas perceberem que tenho estado por dentro de todos os processos de renovação. Só quero saber onde assino, porque não é por questões monetárias que não acontece. É questão de todos os intervenientes estarem junto. Não é um assunto que me tira o sono.

Saídas em janeiro: Tenho falado do que são dois jogadores por posição, e vocês colocam os dois médios-centro. Sai Samaris e Fejsa, e depois fico com o Tino... O mais importante é olharmos para o que podemos controlar. Faltam cinco longas semanas [para a reabertura do mercado] e nós estamos focados no ciclo infernal que aí vem. Temos que dar sempre uma boa resposta.

Jota em destaque nos sub-21: É uma questão de oportunidade. Quantos minutos tinha o Félix no ano passado no campeonato? E depois fez a segunda volta que fez... A moeda tem duas faces, e temos que olhar para as duas. O Jota tem respondido às oportunidades que tem tido, curiosamente fora dos jogos no estádio da Luz. Tenho gostado mais das prestações fora da Luz. Quando tiver uma nova oportunidade, é confirmar todo o valor dele, porque temos uma enorme confiança nele.

Novo relvado: A grande diferença é o deslizamento. Percebe-se o que é um relvado que desliza para este. Independentemente de a bola circular melhor ou pior, nunca nos agarrámos a isso. A grande preocupação surgiu no dia em que jogámos com o FC Porto aqui, e nos tirou o Chiquinho durante muito tempo. Nota-se que é um relvado diferente, mas a grande questão sempre foi a saúde dos jogadores.

Equipa próxima da que jogará na Alemanha: Depende do perfil dos jogadores... Há jogadores que não podem parar muito tempo, têm que jogar para estar vivos. Temos dois ou três jogadores que saem de ciclos de 21 dias com 7 jogos, e depois não podem estar sem competir. Temos que olhar para isso e, em função do rendimento, apresentar a melhor equipa.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Acompanhe as transmissões ao vivo da Primeira Liga, Liga Europa e Liga dos Campeões!

Obrigado por ter ativado as notificações do Desporto ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório