Meteorologia

  • 19 JANEIRO 2020
Tempo
12º
MIN 8º MÁX 16º

Edição

Na nova série 'Deputy' "toda a gente está representada"

A nova série 'Deputy', que chega a Portugal na segunda-feira, vai mostrar a diversidade de Los Angeles e tocar em histórias universais com que todos se poderão identificar, disse à Lusa a 'showrunner', Kimberly Harrison.

Na nova série 'Deputy' "toda a gente está representada"
Notícias ao Minuto

12:22 - 11/01/20 por Lusa

Cultura Televisão

"Toda a gente está representada. Não há uma personagem nesta série com que alguém não consiga identificar-se", afirmou a executiva. "É fenomenal, nunca vi nada assim".

'Deputy' conta a história de Bill Hollister (interpretado por Stephen Dorff) que se torna xerife de Los Angeles após a morte inesperada do antecessor, e introduz uma maneira muito diferente de fazer as coisas, com pouca atenção a certas regras e sem medo de deitar algumas portas abaixo.

"Bill Hollister é um personagem tão refrescante, não há ninguém na televisão como ele. Faz o que nós todos queremos fazer", considerou Kimberly Harrison. "Quando li o guião, disse que esta era a pessoa que queria, se alguma coisa me acontecesse. Foi isso que me atraiu para o projeto, em paralelo à diversidade do elenco".

A série tem nos papéis principais Yara Martinez ('Jane The Virgin'), Brian Van Holt ('Cougar Town', 'The Bridge'), Bex Taylor-Klaus ('Por Treze Razões', 'The Killing'), Mark Moses ('Donas de Casa Desesperadas', 'Os Bravos do Pelotão'), Siena Goines ('Clínica Privada') e Shane Paul McGhie ('After', 'Do que os homens gostam').

"Bill Hollister é icónico, ponto final", descreveu a 'showrunner'. "LA tem o maior departamento de xerife dos Estados Unidos, e isso era algo que não estava a ser explorado".

Com um primeiro episódio que deu à Fox 4,8 milhões de espectadores nos Estados Unidos, um aumento de 33% na audiência em relação à temporada televisiva anterior, Kim Harrison disse ter confiança na universalidade dos temas e no seu interesse para uma audiência internacional.

"Não interessa onde a audiência está, todos percebem que Bill Hollister está ali para manter toda a gente segura", disse. "Abraçamos o facto de que ele não faz as coisas de forma tradicional".

Existe também a atração por Hollywood e pela metrópole de Los Angeles, aonde todos os anos chegam milhares de pessoas. "Toda a gente tem os olhos postos em LA, por isso ver os bastidores do departamento do xerife e como eles assumem todo o tipo de casos, desde [questões com] celebridades a raptos, tem um apelo natural", afirmou Harrison à Lusa.

A personagem Breanna Bishop, interpretada por Bex Taylor-Klaus - que usa pronomes neutros e assumiu não-binariedade - terá uma das linhas narrativas mais marcantes, algo que Harrison disse ser uma forma de alargar as fronteiras da série.

"Los Angeles é muito diversa, com todas as cores, formas e géneros, e esta é uma representação verdadeira da cidade", disse a 'showrunner', que está a levar a sua própria experiência para estúdio. "Pessoalmente, fazendo eu parte da comunidade LGBT, tendo adotado duas crianças e sendo afroamericana, esta é a minha série".

Filmada em Albuquerque, Novo México, "Deputy" tem produção executiva de Will Beall, David Ayer, Chris Long e Barry Schindel, com Kimberly Harrison como 'showrunner'. É um projeto da eOne e da Fox Entertainment.

A estreia em Portugal está marcada para segunda-feira, dia 13 de janeiro, às 22h15 no canal Fox.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório