Meteorologia

  • 19 SETEMBRO 2019
Tempo
17º
MIN 16º MÁX 27º

Edição

Pianista Joana Gama atua no festival Fringe na Escócia

A pianista portuguesa Joana Gama atuará na próxima semana no Festival Fringe, em Edimburgo, na Escócia, onde interpretará uma obra do compositor catalão Federico Mompou.

Pianista Joana Gama atua no festival Fringe na Escócia
Notícias ao Minuto

15:17 - 01/08/19 por Lusa

Cultura Piano

O festival Fringe, criado em 1947, começa na sexta-feira e durante três semanas apresenta uma extensa programação cultural de teatro, dança, ópera, exposições, artes circenses e música, que se estende por vários espaços de Edimburgo, dentro e fora de portas.

O recital solo de Joana Gama acontecerá no dia 5 na catedral de St. Mary, onde apresentará 'Musica Callada', composição que o músico espanhol escreveu para piano entre 1951 e 1967, inspirado num poema de São João da Cruz.

Intérprete que privilegia o repertório para piano dos séculos XX e XXI, Joana Gama já apresentou este recital dedicado a Mompou em janeiro em Lisboa e em fevereiro em Paris.

Em maio, a pianista lançou o álbum 'Travels in my homeland' que resulta de um recital e de um trabalho de investigação sobre a obra dos compositores portugueses Fernando Lopes-Graça e Amílcar Vasques-Dias.

Atualmente, Joana Gama ensaia uma colaboração inédita com o grupo vocal feminino Sopa da Pedra que se traduzirá no concerto 'O figo que prometeste', a interpretar no dia 11 no festival Bons Sons, na aldeia de Cem Soldos (Tomar). Neste festival, Joana Gama terá uma dupla participação, já que, no dia 9, apresentará 'Danza Ricercata', com a coreógrafa Tânia Carvalho.

Nascida em Braga em 1983, Joana Gama foi por três vezes distinguida com o Prémio Jovens Músicos/Antena 2 entre 2004 e 2008. Tem colaborado com artistas das áreas do teatro, da dança e cinema.

A par do percurso a solo, Joana Gama tem ainda um duo de piano e eletrónica partilhado com Luís Fernandes, com quem editou os álbuns 'Quest' e 'at the still point of the turning world'.

Um dos trabalhos de maior visibilidade da pianista tem sido a celebração do repertório do compositor francês Erik Satie, com recitais, palestras em escolas, uma performance ininterrupta de 15 horas da peça 'Vexations' e um álbum com Luís Fernandes e Ricardo Jacinto.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório