Meteorologia

  • 19 AGOSTO 2018
Tempo
28º
MIN 28º MÁX 29º

Edição

Jardim da Casa das Artes de Coimbra acolhe festival de música eletrónica

O jardim da Casa das Artes da Fundação Bissaya Barreto, em Coimbra, vai acolher o festival internacional Les Siestes Électroniques, de 24 a 26 de agosto, com concertos de música eletrónica durante a tarde, de entrada livre.

Jardim da Casa das Artes de Coimbra acolhe festival de música eletrónica
Notícias ao Minuto

16:11 - 06/08/18 por Lusa

Cultura Evento

Pelo festival, vão passar nomes como a russa Kate NV, o sueco Varg, o francês Zaltan Antinote ou o português Nigga Fox, com os concertos a decorrerem das 17:00 até às 21:30, na Casa das Artes, situada na avenida Sá da Bandeira, no centro da cidade.

"Apesar de ser um cartaz de música eletrónica em alguns casos exploratória, é um evento num ambiente mais familiar, para se ouvir música à tarde, num jardim", disse à agência Lusa o programador cultural da Fundação Bissaya Barreto, Alexandre Lemos.

O festival Les Siestes Électroniques começou em França, em 2001, e conta com edições em mais de uma dezena de países, em quatro continentes, sublinha a organização.

De acordo com Alexandre Lemos, a programação foi feita a meias com Samuel Aubert, o programador francês do festival.

"O objetivo é que não aconteça só uma vez e está na mão de todos nós garantir" a continuidade do festival em Coimbra, salientou.

O festival abre a 24 de agosto com a dupla conimbricense The Lions (Afonso Macedo e David Rodrigues), seguindo-se atuações nesse dia do sueco Varg e do americano MESH.

A 25, atua a russa Kate NV, que "é a primeira vez que vem à Península Ibérica", os portugueses Ghost Hunt, que "vão tocar pela primeira vez o disco que estão a gravar", terminando a noite com Zaltan, responsável pela editora parisiense Antinote, referiu Alexandre Lemos.

O último dia de festival começa com um solo do baterista João Pais Filipe (HHY & The Macumbas), seguindo-se a dupla britânica Giant Swan e terminando com o português DJ Nigga Fox.

Para Alexandre Lemos, a vinda de Les Siestes Électroniques a Coimbra é mais uma contribuição da Fundação Bissaya Barreto "para a programação cultural da cidade", depois de ter programado recentemente o ciclo "As Guitarras Não Têm Saudade" e ter trazido até ao jardim da Casa das Artes o cabo-verdiano Pedrinho e Les Filles de Illighadad, grupo do Níger.

"Há um desejo da fundação de dar alguma coisa à cidade na área cultural e de dar estes momentos inesperados - em agosto, à tarde, com música eletrónica", realçou.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório

Os cookies ajudam-nos a melhorar a sua experiência como utilizador.

Ao utilizar o nosso website, está a aceitar o uso de cookies e a concordar com a nossa política de utilização.