Meteorologia

  • 21 JULHO 2024
Tempo
19º
MIN 17º MÁX 25º

'Sempre'. Série da Prime Video contará histórias do 25 de Abril

O realizador português Manuel Pureza, que estreia na sexta-feira a série televisiva 'Sempre', sobre a revolução de 25 de Abril de 1974, considera que "tempos obscuros obrigam a resistências mais criativas".

Notícias ao Minuto

11:39 - 05/06/24 por Lusa

Tech Prime Video

Em entrevista à agência Lusa, Manuel Pureza contou que 'Sempre', a exibir na RTP e na plataforma de 'streaming' Amazon Prime Video, tem seis episódios com outras tantas histórias, e outras tantas perspetivas, sobre a revolução de abril de 1974.

É "uma carta de amor a oito mãos", escrita por Manuel Pureza, David Neto, Luís Filipe Borges, Luís Lobão; uma série ficcional com personagens inspiradas em pressupostos históricos e circunstâncias verdadeiras, e que tocam em vários assuntos, como o poder, o racismo, a música de intervenção, o papel dos estudantes e do jornalismo naqueles dias de Abril.

"Partimos de uma pergunta para cada história que começava sempre com 'E se?' E se houvesse uma operacional que estava grávida e tinha de esconder a gravidez do regime e do próprio partido, por exemplo; um soldado negro destacado no Chiado, um cantautor que voltasse de Paris a tempo do 25 de Abril. [...] Perguntas que surgiram como catalisadores, e a partir dessas perguntas nasceu a pesquisa", contou o realizador.

Cada episódio relata a revolução do ponto de vista de uma personagem distinta, com a ficção a ser complementada com imagens de arquivo e, no final, com depoimentos de quem viveu ou tem uma palavra a dizer sobre os acontecimentos de há 50 anos.

"Estas nossas ficções não magoam em nada o que aconteceu. Antes pelo contrário. Propiciam às gerações mais novas uma interpretação verdadeira e do lado certo da História. Não há nada a pôr em causa os valores de Abril. Isto continuará sempre a ser uma carta de amor a Abril", sublinhou Manuel Pureza.

O realizador, que nasceu em Coimbra dez anos depois da revolução, é argumentista, realizador e produtor, tem feito sobretudo televisão, tendo assinado a novela "Pôr do Sol" (2021-2022), uma paródia ao formato das telenovelas, que extravasou os pequenos ecrãs e se transformou num fenómeno de popularidade.

Sobre 'Sempre', Manuel Pureza espera que, pelo menos, suscite diálogo entre os espectadores.

"Se a série tiver o mesmo efeito que tiveram outras séries que fizemos, de reunir famílias à volta da televisão para poderem conversar sobre o que estão a ver; não só rir, mas conversar, partilhar, haver essa experiência 'social' de ver uma série, qualquer série sobre o 25 de Abril, é importante nos dias que correm", considerou.

Manuel Pureza defende a pertinência da série, mesmo sendo de ficção, em ano de celebração redonda daquela revolução, mas também em tempos de ascensão de partidos extremistas.

"No meu entender, e faço a título pessoal, tempos obscuros obrigam a resistências mais criativas. E eu sou apologista disto. Uma coisa que nunca nos vão poder tirar e condenar -- apesar de tentarem --; a única maneira boa de responder ao obscurantismo é ser criativo", defendeu.

"Sempre" conta com um elenco extenso, dada a variedade de histórias, incluindo Gabriela Barros, Carla Maciel, Joana Borja, Natalina José, Beatriz Brás, Cristovão Campos, Gonçalo Cabral, Sílvio Vieira, Nuno Nolasco, Rui Pedro Silva, João Vicente e João Arrais, entre outros.

A série teve apoio à produção da Amazon Prime Video, estreando apenas em território nacional, dividindo os direitos de exibição com a RTP, ficando disponível tanto na plataforma de 'streaming' como, posteriormente, na RTP Play.

Leia Também: Prime Video. Conheça as principais novidades do mês de junho

Recomendados para si

;

Recebe truques e dicas sobre Internet, iPhone, Android, Instagram e Facebook!

O mundo tecnológico em noticias, fotos e vídeos.

Obrigado por ter ativado as notificações de Tech ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório