Meteorologia

  • 01 MARçO 2024
Tempo
14º
MIN 10º MÁX 15º

Empreendedor português cria empresa viral a partir do ChatGPT

O empreendedor português João Ferrão dos Santos criou uma empresa online com a ajuda da plataforma alimentada a Inteligência Artificial ChatGPT e a ideia tornou-se viral em menos de um mês. 

Empreendedor português cria empresa viral a partir do ChatGPT
Notícias ao Minuto

07:28 - 28/04/23 por Lusa

Tech chatgpt

O empresário conseguiu mais de 100.000 euros em investimento e vendas superiores a 12.000 euros desde que criou a empresa AIsthetic Apparel no final de março, seguindo exclusivamente as instruções dadas pelo ChatGPT. 

"No início, era suposto ser uma experiência a 30 dias", disse à Lusa João Ferrão dos Santos, numa entrevista em Los Angeles. A ideia surgiu a partir de um tweet de Jackson Fall sobre pedir ao ChatGPT que criasse uma empresa lucrativa com um capital inicial muito baixo, de apenas 100 dólares. 

"Vi aquela ideia e fiquei com uma curiosidade quase infantil", explicou o empreendedor, que trabalha em startups há dez anos. "Se eu começar mesmo a montar uma empresa com base nesta ideia, como é que vai ser a jornada?"

O gestor deu as instruções ao ChatGPT, com um capital inicial de 1.000 dólares, e o sistema fez o resto: sugeriu um negócio online de impressão de t-shirts a pedido, com loja no Shopify e logística fornecida pela Printful, e concebeu o nome e o conceito do logótipo. Os designs das t-shirts são feitos por modelos de Inteligência Artificial generativa. 

"Em duas horas tinha uma ideia de negócio, um logótipo e 2500 euros de capital inicial", afirmou João Ferrão dos Santos, explicando que alguns dos seus amigos quiseram investir. 

A experiência tornou-se viral quando o empresário escreveu um texto na sua conta pessoal de LinkedIn a explicar a ideia. "O algoritmo pegou naquilo e recomendou a toda a gente no mundo durante uma semana", afirmou. A publicação tem hoje mais de cinco milhões de visualizações. 

"Lançámos a loja em quatro dias, vendemos 10 mil euros em t-shirts nos primeiros cinco dias. Tudo através do meu post no LinkedIn", resumiu o gestor. As vendas ultrapassam agora os 12.500 euros e já estão assinados os contratos para 120 mil euros de investimento, com mais na calha. 

"Assim que a ronda acabar olhamos para o orçamento e vamos definir o futuro em conjunto com o nosso CEO, o ChatGPT, que aprova todas as decisões", sublinhou. João Ferrão dos Santos designa o seu papel como o de "cofundador humano". 

Uma vez que dois dos amigos que investiram inicialmente são dinamarqueses, a sede da empresa foi aberta em Copenhaga e está já a chamar a atenção dos consulados da Dinamarca nos Estados Unidos, para onde João Ferrão dos Santos pretende mudar-se nos próximos meses. 

Em maio, o gestor português vai ser um dos oradores de um evento para startups e investidores dos países nórdicos em Nova Iorque. Também irá aparecer num documentário da CBS News sobre Inteligência Artificial, gravado na cidade da costa Leste na semana passada. 

Aos 34 anos, João Ferrão dos Santos é licenciado em Economia com um mestrado em Gestão pela Nova School of Business and Economics. Depois de trabalhar como nómada digital durante dois anos, passou as últimas semanas em várias partes dos Estados Unidos e tem a intenção de se mudar para o país.

Leia Também: ChatGPT atualizado com novos controlos de privacidade

Recomendados para si

;

Recebe truques e dicas sobre Internet, iPhone, Android, Instagram e Facebook!

O mundo tecnológico em noticias, fotos e vídeos.

Obrigado por ter ativado as notificações de Tech ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório