Meteorologia

  • 03 ABRIL 2020
Tempo
19º
MIN 7º MÁX 20º

Edição

Huawei diz que acusações dos EUA não passam de "cortina de fumo"

A Huawei declarou hoje que as acusações dos EUA de que o Governo chinês terá acesso a uma "porta traseira" dos seus telemóveis não passam de uma "cortina de fumo", garantindo que nunca acedeu secretamente a redes de telecomunicações.

Huawei diz que acusações dos EUA não passam de "cortina de fumo"
Notícias ao Minuto

13:26 - 13/02/20 por Lusa

Tech Huawei

"As acusações dos EUA sobre a Huawei usando intercetação legal não passam de uma cortina de fumo e não se inserem em nenhuma lógica no domínio da segurança cibernética. A Huawei nunca acedeu secretamente às redes de telecomunicações, nem temos a capacidade de fazê-lo. O Wall Street Journal está claramente ciente de que o Governo dos EUA não pode fornecer nenhuma evidência para apoiar suas acusações e ainda assim optou por espalhar as mentiras ditas por funcionários dos EUA", refere a fabricante chinesa em comunicado.

De acordo com funcionários norte-americanos citados pelo jornal The Wall Street Journal na quarta-feira, os produtos da empresa chinesa representam um risco para a segurança, considerando que a fabricante tem vínculos muito estreitos com o Governo chinês.

"A Huawei é apenas um fornecedor de equipamentos. Nessa função, ter acesso a redes de clientes sem a sua autorização e visibilidade seria impossível. Não temos a capacidade de contornar as operadoras, controlar o acesso e tirar dados das suas redes sem ser detetado por todos os 'firewalls' normais ou sistemas de segurança", disse ainda.

A fabricante chinesa reitera assim que a segurança cibernética e a proteção de privacidade do utilizador são as suas principais prioridades e que as observações feitas por funcionários dos EUA ignoram completamente o enorme investimento e as melhores práticas da Huawei e das operadoras.

"Estamos muito indignados com o facto de o Governo dos EUA não terem poupado esforços para estigmatizar a Huawei usando questões de segurança cibernética. Se os EUA descobrirem as violações da Huawei, pedimos novamente solenemente aos EUA que divulguem evidências específicas em vez de usar os media para espalhar rumores", refere.

Segundo o The Wall Street Journal, citado pela AP, funcionários norte-americanos afirmam que a Huawei Technologies pode aceder secretamente às redes de telemóveis em todo o mundo através de "portas traseiras" desenhadas para serem utilizadas pelas forças de ordem pública.

Os serviços de inteligência norte-americanos apontam que a Huawei teria tido essa capacidade secreta durante mais de uma década, disseram funcionários dos Estados Unidos, enquanto a Huawei rejeita essas acusações.

Os Estados Unidos comunicaram no final do ano passado estes e outros detalhes aos seus aliados, incluindo o Reino Unido e Alemanha.

Esta foi uma mudança tática por parte de Washington, que no passado tinha argumentado que não precisava de apresentar provas contundentes da ameaça que a Huawei representaria para a segurança dos países.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Recebe truques e dicas sobre Internet, iPhone, Android, Instagram e Facebook!

O mundo tecnológico em noticias, fotos e vídeos.

Obrigado por ter ativado as notificações de Tech ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório