Meteorologia

  • 18 OUTUBRO 2017
Tempo
15º
MIN 14º MÁX 16º

Edição

PSD tenta com adicional do IMI "fazer os portugueses de parvos"

Tiago Barbosa Ribeiro comentou, através da sua página de Facebook, o posicionamento do PSD e do CDS em relação ao adicional do IMI (Imposto Municipal sobre Imóveis).

PSD tenta com adicional do IMI "fazer os portugueses de parvos"
Notícias ao Minuto

19:47 - 09/08/17 por Anabela de Sousa Dantas

Política Barbosa Ribeiro

O PSD anunciou, esta terça-feira, que vai propor eliminação do adicional do IMI na discussão do Orçamento do Estado para 2018 por considerar que se trata de “um ataque às poupanças, ao investimento e à classe média”, conforme afirmou o deputado Duarte Pacheco.

Na opinião de Tiago Barbosa Ribeiro, esta defesa da “classe média” é uma tentativa de “fazer os portugueses de parvos”, conforme escreveu no seu perfil de Facebook.

“Com o adicional de IMI, os proprietários terão de pagar uma taxa de 0,7% sobre valores imobiliários que excedam os 600 mil euros e de 1% sobre imóveis que ultrapassem o valor de um milhão de euros”, explicou o socialista, sublinhando que este adicional “abrange menos de 16 mil contribuintes singulares”.

“Esta prioridade política da direita portuguesa, uma espécie de robin dos bosques ao contrário, torna-se ainda mais intolerável quando sabemos que estiveram contra o aumento do salário mínimo, contra o aumento das pensões, contra todas as medidas de valorização dos rendimentos e de alívio fiscal para a maioria dos portugueses”, acrescentou.

Para o deputado socialista, “a Direita portuguesa fala de uma classe média que não existe, mascarando proprietários milionários de pobres remediados”. “PSD e CDS defendem esses interesses e isso não tem mal. A política faz-se de opções. Tenham é a coragem de as assumir. Não nos façam de parvos”, terminou.

Seja sempre o primeiro a saber. Acompanhe o site eleito pela Escolha do Consumidor 2017.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório