Meteorologia

  • 19 JUNHO 2024
Tempo
15º
MIN 14º MÁX 21º

"Montenegro erra gravemente em apoiar deliberadamente António Costa"

Em causa está o facto de o primeiro-ministro ter dito que a AD e o Governo apoiariam António Costa numa eventual candidatura à presidência do Conselho Europeu.

"Montenegro erra gravemente em apoiar deliberadamente António Costa"
Notícias ao Minuto

19:21 - 11/06/24 por Notícias ao Minuto

Política Rui Rocha

O líder da Iniciativa Liberal (IL), Rui Rocha, criticou, esta terça-feira, o primeiro-ministro, Luís Montenegro, por anunciar o apoio da Aliança Democrática (AD) e do Governo ao seu antecessor, António Costa, para o cargo de presidente do Conselho Europeu.

"Montenegro erra gravemente em apoiar deliberadamente António Costa", começou por acusar na rede social X. 

Para Rui Rocha, se Montenegro apoia o ex-primeiro-ministro "por nacionalidade", está a sobrepor "esse critério aos resultados na governação que manifestamente faltam a Costa". Já "se apoia por mérito, trai todo o seu discurso eleitoral". 

"O facto de o fazer nas costas dos portugueses, anunciando esse apoio poucas horas depois do fecho das urnas assume gravidade adicional", acusou, questionando "quantos votos teria perdido a AD se esse anúncio tivesse sido feito durante a campanha das Europeias?"

Recorde-se que, na noite de domingo, após o anúncio dos resultados das eleições Europeias, Luís Montenegro reconheceu que "é possível que a presidência do Conselho Europeu seja destinada a um candidato socialista" e que, se António Costa for candidato, "a AD e o Governo de Portugal não só apoiarão como farão tudo para que essa candidatura possa ter sucesso".

Posteriormente, António Costa admitiu que seria "importante ter um português nas instituições internacionais", mas ressalvou que nunca aceitaria ser presidente do Conselho Europeu sem o apoio do Governo português.

O ex-primeiro-ministro confirmou também que já tinha falado Luís Montenegro sobre uma eventual candidatura e que, por isso, já conhecia a sua posição de apoio. "Ainda não era primeiro-ministro e tinha-me transmitido que daria esse apoio. Eu, aliás, pus-lhe a questão", indicou o ex-governante.

Leia Também: Rui Rocha considera que IL foi o "grande vencedor" das eleições

Recomendados para si

;
Campo obrigatório