Meteorologia

  • 27 MAIO 2024
Tempo
18º
MIN 14º MÁX 22º

CPI à ANA? "Não vemos nenhuma razão para que não seja aprovada"

O PCP apresentou uma proposta para que seja realizada uma Comissão Parlamentar de Inquérito à privatização da ANA, concretizada pelo antigo governo de Passos Coelho.

CPI à ANA? "Não vemos nenhuma razão para que não seja aprovada"
Notícias ao Minuto

11:53 - 23/04/24 por Notícias ao Minuto

Política Paulo Raimundo

O líder do Partido Comunista Português (PCP), Paulo Raimundo, afirmou, esta terça-feira, que "não há razão" para que uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) à privatização da ANA - concretizada em 2013 pelo governo PSD/CDS - não seja aprovada e lembrou que em causa estão "indícios de corrupção" apontados pelo Tribunal de Contas.

"O relatório do Tribunal de Contas veio demonstrar a urgência e a necessidade premente de se avançar para uma Comissão Parlamentar de Inquérito", afirmou aos jornalistas, na Assembleia da República, acrescentando que o tribunal "aponta para uma projeção do Estado ter sido lesado em 20 mil milhões de euros" e "indícios de corrupção".

"Perante estes factos e evidências, não vemos nenhuma razão - nem me passa pela cabeça - que a nossa proposta não seja aprovada", acrescentou.

Raimundo afirmou que é necessário apurar as "responsabilidades políticas e económicas", mas também "criminais, se for o caso".

Lembrando que foi aberta uma CPI devido ao pagamento de uma indemnização de 500 mil euros na transportadora áerea TAP, o líder comunista sublinhou que "está em causa um valor 40 mil vezes superior" e, por isso, deverá haver "unanimidade" para uma nova comissão.

O negócio, que ficou concluído em 2013, foi feito por um Governo PSD/CDS que tinha como primeiro-ministro Pedro Passos Coelho, Vítor Gaspar e Álvaro Santos Pereira como ministros das Finanças e da Economia, e Sérgio Monteiro como secretário de Estado das Infraestruturas.

Leia Também: Parlamento debate hoje comissão de inquérito à privatização da ANA

Recomendados para si

;
Campo obrigatório