Meteorologia

  • 17 ABRIL 2024
Tempo
15º
MIN 14º MÁX 28º

Montenegro concorda com abertura de inquérito às forças de segurança

O líder do PSD, Luís Montenegro, concordou hoje com a abertura do inquérito ao protesto dos agentes da PSP e GNR junto do Capitólio, em Lisboa, face às dúvidas "do cumprimento da legalidade", defendendo que "ninguém está acima da lei".

Montenegro concorda com abertura de inquérito às forças de segurança
Notícias ao Minuto

18:52 - 21/02/24 por Lusa

Política Eleições

"Se há dúvidas do cumprimento da legalidade, eu reitero: ninguém está acima da lei. Já disse isto há muitas semanas a propósito dos protestos das forças de segurança. Ninguém está acima da lei", afirmou Montenegro. 

Em declarações aos jornalistas, à margem da apresentação do Pacto Social da Confederação Empresarial Portuguesa (CIP), no Porto, o líder do PSD disse concordar com a abertura do inquérito.  "Se houve, não sei se houve, um exorbitar daquilo que é a perspetiva e legalidade que estava prevista, deve ser naturalmente indagado. Acho muito bem que se abra um inquérito a esse propósito", acrescentou. 

Na segunda-feira, após uma concentração que juntou na Praça do Comércio, em Lisboa, cerca de 3.000 elementos da PSP e da GNR, muitos seguiram para o Capitólio, onde decorreu o debate eleitoral entre Pedro Nuno Santos e Luís Montenegro, numa marcha espontânea que não foi autorizada.

Entretanto, o diretor nacional da PSP determinou a realização de um inquérito interno sobre as circunstâncias do protesto de agentes daquela polícia junto Capitólio, tendo em "conta o eventual envolvimento de polícias da PSP numa ação não comunicada".

Leia Também: "Caça às bruxas" a forças após "protestos" no Capitólio? "Extemporâneo"

Recomendados para si

;
Campo obrigatório