Meteorologia

  • 19 AGOSTO 2022
Tempo
22º
MIN 22º MÁX 37º

"Abutres". Isabel Moreira critica cobertura jornalística do caso Jéssica

A deputada socialista condenou os meios de comunicação social que parecem “abutres em concurso uns com os outros”, em nome das audiências.

"Abutres". Isabel Moreira critica cobertura jornalística do caso Jéssica
Notícias ao Minuto

09:48 - 24/06/22 por Notícias ao Minuto

Política Setúbal

A deputada do Partido Socialista (PS), Isabel Moreira, criticou, esta sexta-feira, a cobertura de “muitos órgãos de comunicação social” sobre o caso Jéssica, a menina de três anos que morreu, alegadamente, devido à falta de pagamento de uma dívida.

“Morreu uma menina pequenina em circunstâncias ainda não judicialmente apuradas, mas certamente agonizantes. Morreu uma menina de 3 anos que se chamava Jéssica sem tamanho para se defender, era uma criança”, começou por afirmar a política, numa publicação na rede social Facebook.

Defendendo que a menina de Setúbal “devia ser muito protegida pela comunidade que a isso está obrigada” e que “sempre que uma criança morre assim, brutalmente, sentimos que falhámos”, a deputada disse que também “devia ser natural” que se respeitasse “o silêncio e o respeito”, além do “luto”. 

“O que temos visto por parte de muitos órgãos de comunicação social é aviltante. Jornalistas a perseguirem familiares da criança de câmaras em riste a fazerem perguntas indecorosas, sem respeito algum pela privacidade dos ditos”, frisou.

A socialista prossegue as críticas, comparando os órgãos de comunicação a “abutres em concurso uns com os outros”. “[A] Jéssica não pode ser velada no tal silêncio, porque parece que há direitos televisivos nesse momento e relatos das reações dos vários familiares que não vou descrever. Seria normal respeitarem a dor coletiva de uma comunidade que falhou, mas nem sequer respeitam a dignidade de uma pessoa concreta, uma criança de 3 anos, que tinha um nome, chamava-se Jéssica, com direito a direitos, e com direito a que outros cuidassem deles”, atirou.

Isabel Moreira termina a crítica frisando que “não aceita” que tal cobertura se faça “porque as pessoas gostam de ver” e em nome das “audiências” e pede às “entidades que zelam pela decência” que se pronunciem. 

Leia Também: Morte de Jéssica. Tudo o que se sabe até ao momento

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório