Meteorologia

  • 25 JUNHO 2022
Tempo
18º
MIN 16º MÁX 23º

PS diz a PSD que "há sempre abertura" para debater problemas na saúde

O líder parlamentar do PS garantiu hoje que "há sempre abertura" para dialogar, nomeadamente quanto à saúde, mas disse que o PSD tem de olhar para o programa do Governo e "perceber com o que é que concorda".

PS diz a PSD que "há sempre abertura" para debater problemas na saúde
Notícias ao Minuto

15:36 - 23/06/22 por Lusa

Política Saúde

"Há sempre abertura para discutir. Nós temos uma maioria absoluta mas não é uma maioria que impede o diálogo, estamos sempre disponíveis para dialogar e é isso que vamos continuar a fazer", afirmou.

No final da reunião do Grupo Parlamentar do PS, Eurico Brilhante Dias foi confrontado com declarações do deputado Ricardo Baptista Leite à TSF: "Há problemas estruturais que é preciso reconhecer que precisam de ser abordados e uma reforma profunda para a qual o PSD está disponível para ajudar o Governo se o Governo nos quiser sentar à mesa. Até hoje isso não aconteceu", disse o social-democrata.

Face a estas declarações, o líder parlamentar do PS considerou que, no debate de quarta-feira com o primeiro-ministro, não se viu "grande concordância do PSD face ao programa do PS" e defendeu que "era útil que o PSD começasse por olhar para o programa do Governo e, olhando para ele, perceber com o que é que concorda".

Apontando que "há sempre disponibilidade para discutir", Eurico Brilhante Dias considerou que a Lei de Bases da Saúde "precisará de alguns avanços de natureza legislativa".

E disse que "o Partido Socialista tem no seu programa eleitoral e que levou para o programa do Governo, e foi discutido nesta Assembleia da República, um conjunto de alterações estruturais", entre as quais "mais autonomia das USF, mais autonomia das equipas, mais descentralização na contratação, reforço dos recursos em particular na urgência, por exemplo possibilitando a discussão da inserção de uma especialidade que é o chamado médico de urgência".

"Tudo isso está em debate", salientou.

No final da reunião da bancada do PS, o líder parlamentar foi questionado também sobre qual será o sentido de voto do partido quanto aos vários projetos que visam alterações à legislação laboral que serão debatidas em 07 de julho juntamente com a proposta de lei do Governo no âmbito da agenda de trabalho digno.

"Estamos muito preparados para melhorar esse diploma com uma discussão na especialidade, mas os avanços alcançados com as consultas que o próprio Governo fez - eu ainda pude acompanhar, enquanto membro do Governo, o início desse processo - penso que foi feito um belíssimo trabalho num quadro que nos permite melhorar a qualidade do trabalho e valorizar o trabalho em Portugal, que é um dos grandes desígnios do Partido Socialista", respondeu o deputado socialista.

Aos jornalistas, Brilhante Dias condenou ainda os mais recentes casos conhecidos de violência doméstica e indicou que os deputados do PS fizeram um minuto de silêncio pela morte de uma mulher na terça-feira, no concelho de Cascais, que terá sido baleada na cabeça pelo marido.

Leia Também: PS relativiza situação no SNS. "Fechou uma urgência aqui, outra ali"

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório