Meteorologia

  • 25 MAIO 2022
Tempo
25º
MIN 14º MÁX 26º

CDS teme aumento da abstenção por medo e vai "lutar até ao fim"

O presidente do CDS-PP teme um aumento da abstenção por parte de eleitores que não queiram votar por medo da pandemia de covid-19, e garantiu que vai "lutar até o fim" para que o partido tenha um bom resultado.

CDS teme aumento da abstenção por medo e vai "lutar até ao fim"

"O que eu temo é que haja muitos portugueses que se abstenham de votar, quer hoje, quer daqui a uma semana", afirmou, em declarações aos jornalistas em Montalegre, distrito de Vila Real.

O líder centrista visitou hoje a Feira do Fumeiro, acompanhado pelo cabeça de lista do partido pelo círculo às eleições legislativas da próxima semana, Vítor Pimentel.

"A verdade é que não vamos ter tantas pessoas a votar quanto aquelas que eram estimadas pelo Governo, o que me preocupa dado que esta antecipação e o alargamento da capacidade eleitoral neste dia era precisamente para evitar que houvesse muitos abstencionistas preocupados com a segurança no exercício do direito de voto devido ao facto de no próximo domingo irem encontrar-se com pessoas confinadas ou infetadas", indicou.

O presidente do CDS-PP considerou que, se os eleitores não forem votar "por questões de segurança, de medo, de receio de poder ser infetados", contribuindo para o aumento da abstenção, "acaba por viciar os resultados eleitorais porque não há uma expressão fidedigna da vontade popular, uma vez que há muitas pessoas que se recusaram a ir às urnas".

Francisco Rodrigues dos Santos apontou também que não vai seguir os exemplos de outros candidatos, como o primeiro-ministro e secretário-geral do PS, António Costa, ou o dirigente comunista João Oliveira, que exerceram hoje o voto antecipado em mobilidade.

"Eu sempre votei no dia convocado pelo Presidente da República, tradicional, nunca realizei o voto antecipado em mobilidade. E acredito que este ano uma vez mais estão reunidas condições para manter esta tradição, e como sabem eu sou um conservador e gosto de manter estes velhos hábitos", afirmou.

Considerando que, a uma semana do ato eleitoral, "há muitos portugueses que ainda estão indecisos, que ainda não clarificaram a sua escolha", Francisco Rodrigues dos Santos salientou que até o final da campanha eleitoral "gostava de lhes dar bons argumentos para votar no CDS".

Apesar de acreditar que o CDS está a conseguir passar a sua mensagem na campanha, ressalvou que o "trabalho não está finalizado".

"Nós ainda temos mais uma semana pela frente e temos continuar a trabalhar com o mesmo afinco, com a mesma convicção para explicar por que temos boas soluções para o nosso país", acrescentou, recusando "baixar os braços".

E deixou uma garantia: "Podem ter certeza de uma coisa, eu vou lutar até o fim para que o CDS tenha um bom resultado eleitoral".

"Vou estar sempre com muita convicção e confiança de que podemos fazer toda a diferença e que o CDS vai surpreender no dia das eleições", salientou Rodrigues dos Santos.

Mais de 315 mil eleitores que se inscreveram para votar antecipadamente para as legislativas podem fazer hoje as suas escolhas, com as autoridades de saúde a recomendar cuidados como usar máscara cirúrgica e usar a própria caneta.

A utilização de máscara cirúrgica ou máscara FFP2, a desinfeção das mãos, manter o "afastamento recomendado" enquanto se aguarda a vez de votar e usar uma caneta própria para votar são algumas das medidas recomendadas pela da Direção-Geral de Saúde para evitar o contágio pelo SARS-CoV-2.

Entre o passado domingo e quinta-feira, os eleitores recenseados no território nacional puderam inscrever-se para votar antecipadamente numa mesa de voto à sua escolha, no continente ou nas Regiões Autónomas, exercendo o seu direito uma semana antes do dia da eleição, 30 de janeiro. Independentemente do local em que deposita o seu voto, este contará sempre para o círculo onde o eleitor está recenseado.

Leia Também: CDS acusa PS e Costa de serem "repelente para empresários"

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório