Meteorologia

  • 05 DEZEMBRO 2021
Tempo
11º
MIN 11º MÁX 16º

Edição

Manuel Machado pede mais quatro anos para concluir obra empreendida

Manuel Machado (PS) disse hoje que precisa de mais quatro anos para concluir a obra empreendida em Coimbra, no dia em que recebeu o apoio do antigo Presidente da República Ramalho Eanes, que preside à sua comissão de honra.

Manuel Machado pede mais quatro anos para concluir obra empreendida
Notícias ao Minuto

20:12 - 23/09/21 por Lusa

Política Autárquicas

"Decidi dedicar mais quatro anos da minha vida às causas de Coimbra na função de presidente da Câmara, mas para fazer o que falta, para valorizar Coimbra por inteiro, preciso de quatro anos para concluir a obra empreendida", enfatizou o candidato socialista, que se recandidata a um terceiro mandato consecutivo.

Na apresentação da comissão de honra, no Convento São Francisco, Manuel Machado mostrou-se convencido de vai vencer as eleições autárquicas "para continuar a ultrapassar esta pandemia, para continuar a fixar mais pessoas e jovens famílias no concelho, para criar mais emprego e habitação digna, para combater a pobreza, para criar uma cidade com mais qualidade de vida e projetada a nível nacional e internacional".

No seu discurso, afirmou que o "PS é o único projeto político sólido, de confiança e com provas dadas que se apresenta a estas eleições autárquicas em Coimbra" e apontou como principais adversários da sua candidatura a "abstenção e o populismo".

"O que nos motiva é simplesmente valorizar Coimbra e trazer felicidade para os conimbricenses! Ao contrário dos nossos adversários que se extremaram, numa estranha coligação negativa, negacionista, que é contra os partidos, servindo-se deles", sublinhou Manuel Machado, numa crítica dirigida à coligação Juntos por Coimbra, liderada por José Manuel Silva, que agrega sete partidos.

"Não cedemos um milímetro ao populismo e ao oportunismo desse ajuntamento sombrio, sem alma e sem chama, movidos por interesses pessoais, movidos pelos perfis falsos das redes sociais e por encomendas de marketing político", acrescentou.

Numa intervenção em que agradeceu o papel do general Ramalho Eanes na implementação e consolidação da democracia em Portugal, Manuel Machado salientou que a sua equipa está motivada a continuar "pela positiva, com valores, com a seriedade que toda a gente nos reconhece, a melhorar o presente e o futuro dos nossos concidadãos".

O general Ramalho Eanes, que foi Presidente da República entre 1976 e 1986, disse aos jornalistas que Manuel Machado "tem dedicado toda a sua vida a Coimbra e nunca a usou como trampolim para chegar a qualquer outro lado".

"É um homem com projeto e estratégia, que sabe estabelecer prioridades e responder-lhes", vincou.

Os candidatos à Câmara de Coimbra são o atual presidente do município, Manuel Machado (PS), José Manuel Silva (coligação Juntos Somos Coimbra -- PSD/CDS-PP/Nós, Cidadãos!/PPM/Volt/RIR/Aliança), Francisco Queirós (CDU), Gouveia Monteiro (Cidadãos por Coimbra), Miguel Ângelo Marques (Chega), Filipe Reis (PAN), Inês Tafula (coligação Coimbra é Capital - PDR/MPT) e Tiago Meireles Ribeiro (Iniciativa Liberal).

Leia Também: Manuel Machado quer aposta nas ciclovias e ligar Coimbra à Figueira

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

;
Campo obrigatório