Meteorologia

  • 19 NOVEMBRO 2019
Tempo
12º
MIN 8º MÁX 13º

Edição

"É quase impossível que não seja uma saída limpa"

O antigo líder do PSD, Marcelo Rebelo de Sousa, está convicto de que Portugal abdicará mesmo de um programa cautelar aquando a saída da troika do país. Isto porque, justificou o comentador, no Jornal das 8 da TVI deste domingo, "a União Europeia quer uma saída limpa".

"É quase impossível que não seja uma saída limpa"

"É quase impossível que não seja uma saída limpa. Por uma razão muito simples: a União Europeia quer uma saída limpa".

A afirmação pertence ao ex-líder 'laranja', Marcelo Rebelo de Sousa, que, assim, descarta a hipótese de o país vir a abraçar um programa cautelar no período do pós-troika.

Aliás, Marcelo não tem dúvidas de que "isto [saída sem programa cautelar pós-troika] já está na cabeça do Governo", acreditando que tal "vai ficar claro entre o final de março e o princípio de abril", ou seja, destacou ontem, na antena da TVI, "antes da campanha eleitoral para as eleições europeias".

Por outro lado, e no que concerne a uma hipotética descida de impostos, nomeadamente do IRS, o professor fez sobressair que a mesma "não pode ser antecipada".

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório