Meteorologia

  • 15 DEZEMBRO 2018
Tempo
15º
MIN 15º MÁX 16º

Edição

PSD apoia recondução de Marques Vidal mas manifesta uma preocupação

O presidente do PSD garantiu, esta quinta-feira, que apoia a recondução da procuradora-geral da República, apesar de considerar que "a PGR ainda não está no patamar de produtividade em que deve estar”. PGR ainda não está no patamar de produtividade em deve estar

PSD apoia recondução de Marques Vidal mas manifesta uma preocupação
Notícias ao Minuto

19:08 - 20/09/18 por Natacha Nunes Costa 

Política Rui Rio

Rui Rio admitiu, esta quinta-feira, apoiar o Governo se o Executivo decidir reconduzir Joana Marques Vidal no cargo de procuradora-geral da República. Contudo, apesar de garantir que o PSD “não tem rigorosamente nada a opor” quanto a esta decisão, Rio diz que “a Procuradoria Geral da República (PGR) ainda não está no patamar de produtividade em que deve estar".

“Há uma evolução positiva [no mandato de Marques Vidal] mas para mim, a PGR ainda não está no patamar de produtividade em deve estar. Não nos podemos esquecer que há uma série de processos que estão em curso, mas verdadeiramente concluídos e acusados são muito poucos ou quase nada. Como por exemplo o processo de Tancos, o processo Tutti-Frutti, o processo Lex, EDP, dos salários do ex-ministro Manuel Pinho, há uma série de coisas que não tem chegado aos tribunais”, lembrou o líder do PSD, aproveitando para reiterar que é essencial melhorar o funcionamento da Justiça em Portugal.

Já perante a hipótese de o Governo não nomear Joana Marques Vidal, Rio admitiu que então o “melhor para o país” seria encontrar uma “individualidade na sociedade portuguesa, fora do Ministério Público que, para lá da isenção, tenha os conhecimentos, a respeitabilidade e o currículo que possam fazer desse Procurador Geral da República um certo consenso nacional”.

Sem querer avançar nomes, o líder 'laranja' sublinhou que a pessoa indicada pode ser um juiz, magistrado ou uma personalidade da sociedade portuguesa como um professor de Direito.

Recorde-se que o mandato de seis anos de Joana Marques Vidal termina a 12 de outubro. Mas esta quinta-feira a ministra da Justiça promete que "em breve" anunciará a decisão do Executivo.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório