Amadora vai construir monumento de homenagem a Jaime Neves

A Câmara Municipal da Amadora aprovou, esta quarta-feira, a construção de um monumento em memória de Jaime Neves, general que chefiou o regimento de comandos no 25 de Novembro de 1975.

© DR
País Autarquia

A proposta do PSD foi aprovada por maioria (PS e PSD), com os votos contra da CDU e com duas abstenções dos socialistas, disse à agência Lusa o vereador social-democrata Carlos Silva, candidato à presidência da Câmara nas próximas eleições autárquicas.

PUB

Carlos Silva adiantou que esta homenagem se deve ao facto de ser na Amadora que está sedeado o regimento de Comandos, liderado pelo general Jaime Neves, que se insurgiu contra a denominada Esquerda militar radical e levou à conclusão do Período Revolucionário Em Curso (PREC).

"Deve-se a Jaime Neves uma viragem na história. O 25 de Novembro representa um marco importante para o Portugal democrático", disse, referindo-se ao movimento militar que acabou com o processo revolucionário e abriu caminho à normalização da democracia portuguesa.

O município vai construir um monumento num espaço público e de grande visibilidade, evocativo da memória do major-general, que faleceu a 27 de Janeiro.

COMENTÁRIOS REGRAS DE CONDUTA DOS COMENTÁRIOS

Acompanhe as transmissões ao vivo da Primeira Liga, Liga Europa e Liga dos Campeões!

Obrigado por ter ativado as notificações do Desporto ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias Ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser