Meteorologia

  • 14 JULHO 2024
Tempo
22º
MIN 15º MÁX 26º

Sismos de magnitude 2,3 e 2,1 na escala de Richter sentidos na Terceira

Um sismo de magnitude 2,3 na escala de Richter foi sentido ao final da tarde de hoje na Terceira, no âmbito da crise sismovulcânica em curso na ilha, anunciou o Centro de Informação e Vigilância Sismovulcânica dos Açores (CIVISA).

Sismos de magnitude 2,3 e 2,1 na escala de Richter sentidos na Terceira
Notícias ao Minuto

21:36 - 23/06/24 por Lusa

País Açores

Segundo a informação divulgada na página do CIVISA, o evento ocorreu às 19:06 locais (20:06 em Lisboa) e teve epicentro a cerca de três quilómetros a és-sueste (ENE) de Doze Ribeiras, na ilha Terceira.

De acordo com a informação disponível até ao momento, o sismo foi sentido com intensidade máxima IV (Escala de Mercalli Modificada) em Doze Ribeiras, Serreta, Santa Bárbara e Raminho (concelho de Angra do Heroísmo).

O evento foi ainda sentido com intensidade III/IV em Cinco Ribeiras e São Bartolomeu (concelho de Angra do Heroísmo).

Também hoje, mas pelas 11:59 locais (12:59 em Lisboa), foi registado um evento com magnitude 2,1 na escala de Richter e com epicentro a cerca de 0,5 quilómetros a su-sudeste (SSE) de Cinco Ribeiras, na ilha Terceira.

O CIVISA adiantou que o sismo foi sentido com intensidade máxima IV (Escala de Mercalli Modificada) em Cinco Ribeiras e São Bartolomeu (concelho de Angra do Heroísmo) e com intensidade III em Santa Bárbara (concelho de Angra do Heroísmo).

Ambos os eventos inserem-se na crise sismovulcânica em curso na ilha Terceira desde junho de 2022.

De acordo com a escala de Richter, os sismos são classificados segundo a sua magnitude como micro (menos de 2,0), muito pequenos (2,0-2,9), pequenos (3,0-3,9), ligeiros (4,0-4,9), moderados (5,0-5,9), fortes (6,0-6,9), grandes (7,0-7,9), importantes (8,0-8,9), excecionais (9,0-9,9) e extremos (quando superior a 10).

A escala de Mercalli Modificada mede os graus de intensidade dos sismos.

Com uma intensidade IV, considerada moderada, os carros estacionados balançam, as janelas, portas e loiças tremem e "os vidros e loiças chocam ou tilintam", podendo as paredes ou estruturas de madeira ranger, revela o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) na sua página da Internet.

Leia Também: Açores. Chega quer solução rápida para estrada fechada na Terceira

Recomendados para si

;
Campo obrigatório