Meteorologia

  • 14 JUNHO 2024
Tempo
18º
MIN 15º MÁX 26º

"Empenho máximo" ou "polícia menor"? Polícias e Governo mantêm impasse

Governo propõe aumento de 180 euros no suplemento de risco dos polícias, mas o valor não foi bem recebido.

"Empenho máximo" ou "polícia menor"? Polícias e Governo mantêm impasse
Notícias ao Minuto

09:36 - 24/05/24 por Marta Amorim

País Polícias

O Governo voltou esta quinta-feira às negociações com os polícias e embora o primeiro-ministro, Luís Montenegro, tenha manifestado o "empenho máximo" do Governo na melhoria das condições das forças de segurança, incluindo as carreiras e remunerações, o desfecho não foi positivo. 

"[Prometemos] Empenho máximo na melhoria possível das condições de trabalho, das condições operacionais, das condições físicas propriamente ditas e também das condições de carreira e remuneração", dizia o primeiro-ministro para, horas depois, os guardas dizerem-se considerados uma "polícia menor"

Em declarações aos jornalistas feitas junto ao Ministério da Administração Interna (MAI), onde o Governo recebeu os sindicatos e associações para uma nova ronda negocial, o presidente da Associação dos Profissionais da Guarda (APG), César Nogueira comentou as declarações feitas por Luís Montenegro. "Nós também queremos resolver [a situação] e o senhor primeiro-ministro sabe. Não queremos resolver é a qualquer custo", referiu. 

Da reunião, saiu a terceira proposta feita pelo Governo aos sindicatos da PSP: aumento de 180 euros no suplemento de risco dos polícias. 

Ou seja, o Executivo quer alterar o suplemento que já existe na vertente fixa de 100 para 280 euros, um aumento de 180 euros. Atualmente o suplemento por serviço e risco nas forças de segurança inclui uma componente fixa de 100 euros e uma variável de 20% do salário base.

Contudo, e para o presidente do SINAPOL, "ficou bem claro" na reunião que o objetivo de obter um suplemento igual ao da PJ não vai ser cumprido. "A senhora ministra da Administração Interna disse-nos que isso nunca vai acontecer, porque ela não tem capital, não tem meios financeiros", referiu. 

De resto, também a Associação dos Profissionais da Guarda (APG/GNR) considerou que o aumento de 180 euros proposto pelo Governo "é um valor muito baixo" e relembrou que "os polícias e guardas estão saturados".  
  

Suplemento igual ao da PJ? Ministra afirmou que

Suplemento igual ao da PJ? Ministra afirmou que "nunca vai acontecer"

Para o presidente do SINAPOL, "ficou bem claro" na reunião de hoje que o objetivo não vai ser cumprido. "A senhora ministra da Administração Interna disse-nos que isso nunca vai acontecer, porque ela não tem capital, não tem meios financeiros", referiu. 

Notícias ao Minuto | 21:29 - 23/05/2024

Leia Também: Associações da GNR descontentes com aumento de 180€ proposto pelo Governo

Recomendados para si

;
Campo obrigatório