Meteorologia

  • 14 JUNHO 2024
Tempo
23º
MIN 15º MÁX 26º

Envolvimento de jovens na Igreja foi dos "frutos mais importantes" da JMJ

O cardeal Américo Aguiar considerou hoje que o envolvimento de jovens que até então não participavam em qualquer atividade da Igreja foi "um dos frutos mais importantes" da Jornada Mundial da Juventude realizada em Portugal em 2023.

Envolvimento de jovens na Igreja foi dos "frutos mais importantes" da JMJ
Notícias ao Minuto

12:17 - 23/05/24 por Lusa

País Américo Aguiar

O presidente da Fundação Jornada Mundial da Juventude Lisboa 2023 e principal rosto da organização do encontro de jovens com o Papa apresentou hoje, no Congresso Internacional de Pastoral Juvenil, que decorre no Vaticano, "os frutos da JMJ Lisboa 2023 na Igreja e na sociedade portuguesa".

"A organização da JMJ em Portugal decidiu criar células ao nível de cada paróquia, de cada vigararia e de cada diocese. (...) Esta estrutura envolveu milhares de jovens em todo o Portugal continental e nas ilhas desde 2019. Muitos destes jovens não estavam presentes ou envolvidos em qualquer outra realidade eclesial, e foram e são um dos frutos mais importantes para a Igreja e a sociedade portuguesa", sublinhou Américo Aguiar, perante cerca de 300 delegados das conferências episcopais de 110 países.

Segundo o bispo de Setúbal, "as estruturas locais, regionais e nacionais, com a participação de membros da Igreja e das várias organizações civis, ainda hoje se mantêm".

Outras vertentes que o cardeal fez questão de destacar na sua intervenção foram o voluntariado, que "cresceu e ganhou uma dimensão que a todos surpreendeu", bem como as famílias de acolhimento, que receberam em suas casas milhares de jovens estrangeiros durante o período da JMJ Lisboa 2023.

"Outra característica da JMJ Lisboa 2023 foi o facto de os principais eventos da JMJ terem sido simplificados o mais possível, aproximando os jovens e os convidados oficiais e realçando a identidade de cada JMJ: um encontro de jovens, com jovens e para jovens", sublinhou aos participantes do congresso organizado pelo Dicastério para os Leigos, a Família e a Vida.

Numa intervenção de balanço, mas também de apontar caminhos para as próximas JMJ, Américo Aguiar fez ainda questão de "destacar o papel único e decisivo do peregrino número um de todas as JMJ, o Papa".

"O seu apoio e dedicação à preparação e organização das JMJ têm sido incansáveis. Entre 2019 e 2023, desloquei-me muitas vezes a Roma para audiências, onde ouvi e acolhi os seus sentimentos e sonhos para a JMJ Lisboa 2023. Tenho consciência de que tentámos realizar o máximo que podíamos. Mas muito mais importante foi ver como o nosso Papa Francisco superou e ultrapassou todos os obstáculos e nuvens negativas que se nos depararam no longo caminho que percorremos", afirmou o mais jovem cardeal português.

A próxima JMJ terá lugar em Seul, na Coreia do Sul, em 2027.

Para o próximo dia 31 de maio, está prevista a apresentação das contas finais da JMJ Lisboa 2023.

Embora as contas ainda não estivessem fechadas, em declarações à Lusa em fevereiro Américo Aguiar estimou, pelo menos, 20 milhões de euros de resultado positivo.

A JMJ Lisboa 2023 decorreu em Lisboa entre 01 e 06 de agosto, com a participação de centenas de milhares de jovens de todo o mundo, tendo os momentos principais sido presididos pelo Papa Francisco.

Leia Também: Tolentino Mendonça destaca papel das instituições da Igreja na Educação

Recomendados para si

;
Campo obrigatório