Meteorologia

  • 16 ABRIL 2024
Tempo
26º
MIN 13º MÁX 26º

Baixa de Setúbal ficou inundada à passagem da depressão Irene. Ora veja

Ventos fortes, chuvas intensas e agitação marítima afetam Portugal continental e a Região Autónoma da Madeira. Península de Setúbal e Área Metropolitana do Porto foram as regiões mais atingidas pelo mau tempo.

Notícias ao Minuto

08:32 - 17/01/24 por Teresa Banha

País Mau tempo

Imagens partilhadas nas redes sociais mostram as consequências da passagem da depressão Irene por Portugal, nomeadamente, na Península de Setúbal.

Um vídeo partilhado na rede social X (antigo Twitter) pelas 22h30 de quarta-feira mostra a Avenida Luísa Todi, em Setúbal, inundada. As imagens foram registadas por quem ia a conduzir e é possível ver que a inundação se arrastou pela avenida.

Contactado pelo Notícias ao Minuto, o Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Setúbal explicou que esta é uma situação usual em situações de intempérie.

Segundo a mesma fonte, entre as 20h00 de terça-feira e cerca das 08h00 desta quarta-feira registaram-se perto de 50 ocorrências. No âmbito da depressão Irene, foi neste período que a maioria das ocorrências teve lugar – já que das 14h00 de ontem até às 20h00 foram registadas 13 ocorrências na Península de Setúbal.

Saliente-se que a Proteção Civil registou, entre as 14h00 de terça-feira e as 07h00 de hoje, um total de 293 ocorrências devido ao mau tempo, a maioria na Península de Setúbal e Área Metropolitana do Porto, sem causar vítimas ou danos.

"Registámos entre as 14h00 [de terça-feira], hora em que se iniciou o estado de alerta especial da proteção civil, e as 07h00 de hoje 293 ocorrências no âmbito da meteorologia extrema, sendo que as regiões mais afetadas são a Península de Setúbal e a Área Metropolitana do Porto e a tipologia de ocorrência mais frequente é a queda de árvores, inundações e queda de estruturas", disse à Lusa o comandante Miguel Oliveira.

"Não há vítimas nem danos graves a registar, nem temos conhecimento de estradas cortadas", disse.

Esta quarta-feira, Portugal continental e a Região Autónoma da Madeira ainda estão a ser afetados pela depressão Irene com ventos fortes, chuvas intensas e agitação marítima - situação que deverá durar até ao final do dia. O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) emitiu aviso laranja de agitação marítima com ondas de sudoeste com 5 a 5,5 metros para os distritos de Lisboa, Setúbal - aviso que só está previsto passara a amarelo na quinta-feira.

Veja o vídeo na galeria acima.

Leia Também: Lisboa, Setúbal e Leiria sob aviso laranja devido à agitação marítima

Recomendados para si

;
Campo obrigatório