Meteorologia

  • 24 JULHO 2024
Tempo
24º
MIN 20º MÁX 38º

Fogo em Odemira merece maior atenção com 7.000 hectares de área ardida

O incêndio que deflagrou no sábado em São Teotónio, concelho de Odemira, é aquele que continua a merecer maior atenção da Proteção Civil e a área ardida é já de cerca de 7.000 hectares, disse hoje o comandante nacional.

Fogo em Odemira merece maior atenção com 7.000 hectares de área ardida
Notícias ao Minuto

14:12 - 08/08/23 por Lusa

País Odemira

Num 'briefing' à comunicação social para um ponto de situação sobre incêndios rurais, feito às 13:10, em Carnaxide, concelho de Oeiras, o comandante Nacional de Emergência e Proteção Civil, André Fernandes, referiu "três ocorrências significativas" - em Odemira (distrito de Beja), Cinfães e Mangualde (ambos no distrito de Viseu) -, sendo a primeira "aquela que merece maior preocupação".

"O incêndio de Odemira já atingiu uma área de cerca de 7.000 hectares", sobretudo "extensas áreas de pinhal e povoamentos mistos como eucaliptal, sobreiros, medronheiros e matos", indicou o comandante nacional, considerando tratar-se de "uma área difícil".

Devido ao incêndio, foram evacuadas 20 povoações e um parque de campismo, num total de 1.424 pessoas deslocadas, sendo que a maioria, retirada preventivamente do parque de campismo São Miguel, já regressou.

André Fernandes sublinhou ainda que as condições meteorológicas naquela zona vão manter-se desfavoráveis, devido ao calor e ao vento seco, mas as próximas 24 horas serão fundamentais para evitar que o incêndio progrida para a serra de Monchique, no Algarve.

Além das condições meteorológicas, o comandante nacional explicou que as características do terreno têm também complicado o combate ao fogo, por dificultarem a progressão das equipas e potenciarem "a abertura do incêndio em várias novas frentes que vão surgindo".

Durante a manhã, o comandante regional de Emergência e Proteção Civil do Alentejo, José Ribeiro, tinha já informado que o combate ao fogo em Odemira permitiu uma "estabilização do perímetro do incêndio", mas há ainda dois pontos críticos a motivar preocupação, a norte, na zona de Delfeira, e a sul, na frente virada a Monchique.

De acordo com a informação disponível no 'site' da Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil, o incêndio que começou em São Teotónio (Odemira) no sábado é o que mais meios mobilizava pelas 07:30, com um total de 841 operacionais, apoiados por 284 viaturas.

O incêndio rural numa área de mato e pinhal deflagrou na zona de Baiona, na freguesia de São Teotónio, a meio da tarde de sábado, e já entrou por algumas vezes no Algarve, tendo na tarde de segunda-feira rodeado o centro de Odeceixe.

O fogo levou a Câmara de Odemira a ativar o Plano Municipal de Emergência e Proteção Civil, com efeitos desde as 14:30 de domingo. 

[Notícia atualizada às 15h07]

Leia Também: Fogo de Odemira "estabilizado" mas ainda com dois pontos críticos

Recomendados para si

;
Campo obrigatório