Meteorologia

  • 22 ABRIL 2024
Tempo
20º
MIN 15º MÁX 27º

Europa vive "caos climático" devido ao calor extremo

O movimento de ação ambiental 'Extinction Rebellion' alertou hoje que a Europa está "numa situação de caos climático" devido ao anticiclone que tem empurrado ar muito quente de África e fez subir os termómetros a norte do Mediterrâneo.

Europa vive "caos climático" devido ao calor extremo
Notícias ao Minuto

13:15 - 18/07/23 por Lusa

País Europa

"Não podemos suportar calor assim. Ontem [segunda-feira] foi o dia mais quente na China, com 52ºC, e os cientistas pensam que a Europa vai viver o seu dia mais quente também esta semana", adiantou à Lusa o cofundador do 'Extinction Rebellion' Robin Boardman, junto ao Ministério do Ambiente e da Ação Climática, em Lisboa.

O calor extremo aumentou os receios na Europa com os incêndios e as consequências na saúde das pessoas.

"Não estamos felizes por dizer que estávamos certos no passado, quando dissemos que isso ia acontecer. Agora está a acontecer. Se os governos e as pessoas quiserem mudar o caminho que enfrentamos no futuro, que se juntem à rebelião para dizer a verdade e para implementar a transição justa para baixar este aquecimento", salientou.

O ativista britânico acrescentou que "só a ação imediata pode mudar" a situação.

Em Itália espera-se que as temperaturas máximas rondem os 47 graus centígrados (ºC) na Sicília e Sardenha e se batam recordes, nomeadamente em Roma, onde se antecipam 42ºC.

Espanha já superou duas ondas de calor desde que começou o solstício de verão, em junho, mas para esta semana esperam-se entre 40 e 44ºC e noites tropicais, em que a temperatura não deve baixar dos 25ºC.

Segundo a Agência Estatal de Meteorologia de Espanha, este anticiclone faz deslocar "ar muito quente do Norte de África", o que favorece uma estabilidade atmosférica, acumulando o calor na superfície.

Mais de metade de Espanha está sob alerta. Na Andaluzia, as províncias de Córdova e Jaén estão em alerta vermelho, devido a risco extremo por temperaturas máximas previstas de até 44ºC.

Em França, foi acionado o alerta laranja no sul, onde as temperaturas podem atingir 40ºC.

Nos Balcãs aguardam-se, pelo menos, 40ºC, que suscitam receios quanto a incêndios e saúde de pessoas em Montenegro, Albânia, Sérvia, Bósnia-Herzegovina, Kosovo, Croácia e Eslovénia.

Na Turquia, existem dezenas de incêndios florestais em curso, que começaram no fim de semana, com temperaturas em torno dos 38ºC que hoje devem atingir os 40.

Na Roménia, onde hoje estão 40ºC, esperam-se tempestades, com chuvas torrenciais e ventos intensos, e na Bulgária as previsões apontam para mais de 40ºC nas cidades de Russe, no Danúbio, e Sandanski, na fronteira com a Grécia.

Na Áustria, os termómetros atingiram no fim de semana os 35ºC. A Cruz Vermelha chegou a abrir salas para acolher pessoas, para que o corpo pudesse recuperar da pressão acusada pelo calor.

Com 39ºC esperados no sul, a Hungria declarou o alerta vermelho nas províncias de Bács-Kiskun, Csongrád-Csanád e Békés.

Leia Também: Sicília passa a deter o recorde europeu de temperatura com 48,8ºC

Recomendados para si

;
Campo obrigatório