Meteorologia

  • 14 JULHO 2024
Tempo
15º
MIN 15º MÁX 26º

Quase 1/3 dos menores alvo de crime e violência são filhos dos agressores

A Associação Portuguesa de Apoio à Vítima (APAV) revelou hoje que quase um terço (31,6%) das crianças e jovens vítimas de crime e de violência que apoiou em 2022 são filhos dos autores dos crimes.

Quase 1/3 dos menores alvo de crime e violência são filhos dos agressores
Notícias ao Minuto

09:28 - 01/06/23 por Lusa

País APAV

"A relação da vítima com o autor ou agressor tem predominância de filhos e pais, correspondendo a 31,6% dos casos de crianças e jovens vítimas de crime e violência apoiadas em 2022 pela APAV", lê-se no estudo intitulado "Crianças e Jovens Vítimas de Crime e de Violência -- Estatísticas 2022", ao qual a agência Lusa teve hoje acesso.

A APAV destaca também no estudo que 9% dos casos (231), foram vítimas de outros familiares, como tios, primos, cunhados, entre outros.

O estudo revela que 5,9% (153) das crianças e jovens vítimas em 2022 são enteados agredidos pelos padrastos ou madrastas.

Houve 105 crianças e jovens vítimas de colegas da escola, 54 sem relação alguma, 45 vítimas dos avós, 39 de vizinhos, 34 de ex-namorados, 22 de irmãos, entre outras relações. Há 831 casos em que se desconhece a relação entre a vítima e o autor do crime.

Em 2022 chegou ao conhecimento da APAV um total de "2.595 autores de crime e violência" e desse total 55,5% (1.440) era do sexo masculino.

O estudo revela ainda que 72 autores dos crimes contra crianças e jovens em 2022 (2,8%), são estudantes.

Leia Também: Crianças vítimas de crime e violência apoiadas pela APAV aumentam 32%

Recomendados para si

;
Campo obrigatório