Meteorologia

  • 23 JULHO 2024
Tempo
35º
MIN 23º MÁX 38º

Incêndios. Governo garante que estão pagas todas as dívidas aos bombeiros

O Governo garantiu hoje que todas as dívidas aos bombeiros voluntários estão pagas e que os meios de combate aos incêndios rurais foram reforçados este ano.

Incêndios. Governo garante que estão pagas todas as dívidas aos bombeiros
Notícias ao Minuto

16:16 - 31/05/23 por Lusa

País Incêndios

"Todas as despesas apresentadas e em condições administrativas estão saldadas a esta data", disse a secretária de Estado da Proteção Civil, Patrícia Gaspar, na Assembleia da República durante um debate de atualidade sobre incêndios rurais requerido pelo PSD.

Patrícia Gaspar destacou também os apoios dados aos bombeiros no âmbito do Dispositivo de Combate aos Incêndios Rurais (DECIR), nomeadamente o valor diário que cada bombeiro voluntário vai receber, as comparticipações relativas à alimentação e o pagamento às associações humanitárias para apoio logístico.

A secretaria de Estado sublinhou que "Portugal tem um dispositivo de resposta aos incêndios que está estabilizado e controlado, mas mesmo assim tem vindo a sofrer aumentos".

Patrícia Gaspar afirmou que os meios humanos de combate aos incêndios aumentaram 40% entre 2017 e 2023, os meios terrestres aumentaram 45% e os meios aéreos passaram de 48 para 60.

A governante avançou que o Governo está "a evidenciar esforços para ir mais além" na contratação de meios aéreos para este ano.

Patrícia Gaspar frisou ainda que "a aposta clara" é a profissionalização nas corporações de bombeiros, sendo exemplo disso as 713 equipas de intervenção permanente que estão "em pleno funcionamentos" nas associações humanitárias.

Na intervenção inicial, a deputada do PSD Andreia Neto justificou o debate com a preocupação com a próxima época de incêndios.

"Estamos preocupados e não queremos vir tarde de mais e invocar que o Governo falhou", disse, considerando que "é urgente fazer uma avaliação da operacionalidade do sistema nacional de proteção civil".

A deputada sustentou ainda que "a época proporciona aos incêndios florestais está à porta e a seca que algumas zonas de Portugal atravessam pode agravar ainda mais o risco de incêndio este verão".

Leia Também: Incêndios. "Tudo aponta para que verão de 2023 possa ser muito complexo"

Recomendados para si

;
Campo obrigatório