Meteorologia

  • 01 JUNHO 2023
Tempo
16º
MIN 14º MÁX 27º

Incêndio na Mouraria. Santa Casa assegura alojamento a 12 vítimas

Doze pessoas desalojadas na sequência do incêndio ocorrido no sábado num prédio na Mouraria, em Lisboa, vão ser alojadas na próxima noite numa pensão pela Santa Casa da Misericórdia de Lisboa, disse fonte da instituição à Lusa.

Incêndio na Mouraria. Santa Casa assegura alojamento a 12 vítimas

De acordo com a mesma fonte, o grupo é constituído por três pessoas que estão sozinhas e ainda três agregados familiares com três elementos cada.

Esta noite serão alojadas numa pensão e depois a sua situação será reavaliada diariamente, referiu a mesma fonte, salientando que a Santa Casa procurou num primeiro momento identificar e apoiar as primeiras necessidades destes desalojados e continuará a assegurar o alojamento caso não exista alternativa.

Ao início do dia, tinham sido referenciadas 10 pessoas para alojamento pela Santa Casa, mas este número subiu durante a tarde.

Na noite de sábado, um incêndio deflagrou num prédio na Rua do Terreirinho, provocando dois mortos, de nacionalidade indiana, e 14 feridos, todos já com alta hospitalar.

Segundo a Proteção Civil municipal, que hoje à tarde realizou uma vistoria ao edifício, o prédio "estruturalmente não foi afetado", mas encontra-se sem eletricidade e sem gás, pelo que "não reúne condições de habitabilidade" até que estas infraestruturas sejam repostas.

Após a vistoria, e questionado sobre quantas pessoas viviam no rés-do-chão onde deflagrou o incêndio, Carlos Lopes Loureiro, do Serviço Municipal de Proteção Civil de Lisboa, explicou que o número que foi dito inicialmente, de cerca de 20 pessoas, "ainda não se confirmou".

"Não sabemos se, eventualmente, há algumas pessoas que ainda não apareceram", referiu.

Segundo informação disponibilizada já no fim de semana pelas autoridades, o incêndio neste prédio, habitado essencialmente por cidadãos indianos, afetou 25 pessoas - 24 residentes e um não residente -, deixando 22 desalojados, além de causar a morte de dois cidadãos indianos, um dos quais um jovem de 14 anos.

A Proteção Civil de Lisboa verificou no fim de semana que viviam neste prédio dois cidadãos belgas, dois argentinos, dois portugueses, três bengalis e 15 indianos.

A Polícia Judiciária está a investigar as causas do incêndio.

Leia Também: Mouraria. Imigrantes vivem em situação de "extrema fragilidade"

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sétimo ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório