Meteorologia

  • 05 FEVEREIRO 2023
Tempo
15º
MIN 8º MÁX 18º

Orçamento para nova residência da Universidade de Lisboa reforçado

O orçamento para a construção da nova residência da Universidade de Lisboa foi reforçado em cerca de 3,5 milhões de euros, segundo uma resolução do Conselho de Ministros publicada hoje.

Orçamento para nova residência da Universidade de Lisboa reforçado

A resolução, publicada hoje em Diário da República, revê o valor da despesa autorizada para a construção do Edifício 1 da nova residência, prevendo um aumento de cerca de 33% face ao orçamento inicial.

Inicialmente, as obras para a construção do Edifício 1 da nova residência estavam orçamentadas em 10,4 milhões de euros, financiados no âmbito do Plano de Recuperação e Resiliência (PRR), mas, segundo o Governo, tornou-se necessário reforçar a verba.

Além desse financiamento inicial previsto no contrato-programa, no âmbito do Plano Nacional de Alojamento para o Ensino Superior, o Governo assegura agora 3.591.428,57 euros, suportados "por verbas de receitas próprias".

No diploma, o Conselho de Ministros justifica o reforço da despesa com a "revisão ordinária dos preços, de trabalhos complementares e suprimento de erros e omissões resultantes de alterações do projeto que, por força do interesse público, permitirão maximizar a oferta do número de camas do edifício".

A residência da Universidade de Lisboa, que está a ser construída na zona da Cidade Universitária, vai disponibilizar mais de 900 camas para alojamento estudantil.

Numa visita às obras de construção, no início do ano, o primeiro-ministro sublinhou que a execução do conjunto das obras no âmbito do Plano Nacional de Alojamento para o Ensino Superior, com 375 milhões de euros financiados pelo PRR, permitirá "aumentar o número de camas em residências de cerca de 15 mil para próximo de 27 mil".

"Estamos a ver este investimento onde vamos, no conjunto destes três imóveis, ter cerca de 910 camas que vão servir de residência universitária na cidade de Lisboa, mas este investimento, bem como um conjunto de investimentos que estamos a fazer no alojamento estudantil, tem um propósito que é continuarmos a aumentar o número de portuguesas e portugueses que têm acesso ao ensino superior", disse, na altura, António Costa.

Leia Também: Gabinete de apoio às vítimas de assédio da FDUL sem pedidos de ajuda

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sétimo ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório