Meteorologia

  • 15 JUNHO 2024
Tempo
20º
MIN 14º MÁX 22º

Leiria. Apoios sociais atribuídos ultrapassaram os 1,8 milhões em 2022

O município de Leiria atribuiu em 2022 cerca de 1,8 milhões de euros em apoios sociais, de que beneficiaram 2.111 pessoas, montante superior em quase 450 mil euros às ajudas distribuídas em 2021.

Leiria. Apoios sociais atribuídos ultrapassaram os 1,8 milhões em 2022
Notícias ao Minuto

15:24 - 17/01/23 por Lusa

País Leiria

"O Município de Leiria atribuiu, em 2022, 1.847.961,58 euros em apoios sociais, que contemplaram 1.121 agregados familiares do concelho, em áreas como a comparticipação ao arrendamento, ajuda na aquisição de medicamentos, acesso a creches e apoio financeiro ao setor social", revelou hoje a autarquia, em nota de imprensa.

Segundo a mesma nota, o Fundo Municipal de Emergência Social, que garante apoio de natureza financeira com o objetivo de minorar necessidades prementes às famílias, alcançou 262 agregados, com uma verba de 393.363,32 euros.

Já o Programa de Comparticipação ao Arrendamento, "através do qual é atribuído apoio de natureza financeiro a famílias sem capacidade de assumir encargo com renda de casa, abrangeu 286 agregados e uma verba de 390.082,35 euros".

Através do Programa de Comparticipação em Medicamentos, "o Município prestou auxílio a 454 agregados familiares, com uma verba de 90.700 euros", enquanto o Programa Creche para Todos, para apoiar a "integração de crianças em creches da rede privada, atribuiu 116.590,82 euros".

"O apoio ao setor social, garantido através do PRO LEIRIA [regulamento de apoio ao associativismo], abrangeu 68 instituições, com um montante de 857.225,09 euros", adiantou a Câmara.

A autarquia acrescentou que, "no balanço da atividade de 2022, destacam-se ainda os 2.247 atendimentos efetuados no Gabinete de Atendimento Social e 1.128 atendimentos Centro Local de Apoio à Integração de Migrantes".

Citada na nota de imprensa, a vereadora com o pelouro do Desenvolvimento Social, Ana Valentim, referiu que a Câmara "tem tido a preocupação de implementar medidas de apoio às famílias, que estejam em consonância com o Diagnóstico Social do concelho".

À agência Lusa, Ana Valentim assinalou que, "desde o último trimestre de 2022, notou-se um crescimento de candidaturas para pedidos de apoio, nomeadamente do Fundo de Emergência Social e do Programa de Comparticipação ao Arrendamento", tendência que, considerou, vai manter-se este ano.

"As pessoas estão com muita dificuldade em manter os seus compromissos mensais, sobretudo na questão da renda de casa", declarou a autarca, referindo que, neste âmbito, há um "aumento exponencial e casos de muitas famílias que chegam com dívidas de dois e três meses de renda", procurando a Câmara dar "alguma tranquilidade, para que mantenham minimamente equilibrada a sua situação financeira".

Em 2021, a Câmara de Leiria ajudou mais de 3.500 pessoas através dos programas sociais, com 1,4 milhões de euros, valor que já registava um aumento face ao ano anterior.

Nesse ano, a maior fatia do investimento estava relacionada com o PRO Leiria, que canalizou 627.925,35 euros, seguindo-se o Fundo Municipal de Emergência Social, que disponibilizou 390.184,41 euros em apoios.

Já o Programa de Comparticipação ao Arrendamento chegou a 270 agregados familiares, totalizando 245.618,04 euros, tendo, ainda em 2021, o município prestado "auxílio a 869 pessoas na aquisição de medicamentos", com um montante de 86.900 euros.

Por seu turno, o projeto Creche para Todos, destinado a famílias para integração de crianças em creche da rede privada, alcançou 99 crianças, com um total de 79.328,15 euros.

A habitação e a saúde mental foram identificadas, em 2022, como as maiores problemáticas sociais do concelho.

Leia Também: Leiria vai disponibilizar cobertores e sacos-cama a cidadãos sem-abrigo

Recomendados para si

;
Campo obrigatório