Meteorologia

  • 05 MARçO 2024
Tempo
10º
MIN 8º MÁX 16º

Obras em instalações da GNR e PSP em Aveiro valem cinco milhões

 A secretária de Estado da Administração Interna, Isabel Oneto, anunciou hoje um investimento de cinco milhões de euros para obras em instalações da GNR e da PSP no distrito de Aveiro.

Obras em instalações da GNR e PSP em Aveiro valem cinco milhões
Notícias ao Minuto

14:48 - 10/11/22 por Lusa

País Reabilitação

Durante a cerimónia do 14.º aniversário do comando territorial de Aveiro da GNR, a governante referiu que a lei de programação das infraestruturas e equipamentos das forças e serviços de segurança para o quadriénio de 2022 a 2026 prevê uma verba de 600 milhões de euros para a renovação das infraestruturas, aquisição de armamento, equipamento de proteção individual, equipamento para as funções especializadas, viaturas e tecnologias de informação e comunicação.

"Com este instrumento, será possível prosseguir os investimentos, dos quais gostaria de destacar o novo centro de formação da GNR, num valor superior a 25 milhões de euros e que permitirá a esta força estar cada vez mais preparada para os desafios segurança do nosso país", referiu.

A secretária de Estado adiantou ainda que para o distrito de Aveiro há uma previsão de investimento de cinco milhões de euros para as obras no posto territorial de Anadia, em fase de conclusão, e o lançamento da empreitada, no próximo ano, do posto territorial de Oliveira do Bairro, a que se seguirão Cesár (Oliveira de Azeméis), Sever do Vouga e as esquadras de Ovar e São João da Madeira da PSP.

Isabel Oneto falava após o comandante do comando territorial de Aveiro da GNR ter pedido a intervenção da governante na resolução de alguns problemas relacionados com a atual situação em que alguns dos quartéis deste comando se encontram.

"Necessitamos de dar atenção a locais que exigem intervenções urgentes e profundas, as quais estão devidamente identificadas e cujos processos embora se encontrem em andamento decorrem a um ritmo que para nós não é satisfatório", disse o comandante João Fernandes, referindo-se à requalificação das instalações dos postos territoriais de Sever do Vouga e Oliveira do Bairro.

Na resposta, a secretária de Estado justificou os atrasos com o chumbo do Orçamento do Estado para 2022 e a realização de eleições antecipadas, que levaram a que a lei de programação das infraestruturas e equipamentos das forças e serviços de segurança para o quadriénio de 2022 a 2026 só fosse aprovada em agosto.

"Isso obrigou a que tivéssemos que renovar todo o procedimento relativo aos lançamentos de empreitadas e projetos de execução. Todo o processo que estava em curso teve um atraso praticamente de um ano", acrescentou.

Relativamente à atuação da GNR, o comandante João Fernandes prometeu reforçar a atenção nos casos de violência doméstica, o crime mais participado no distrito, realçando as mais de 170 detenções, 36 das quais em flagrante delito, efetuadas até ao fim de outubro.

A sinistralidade rodoviária é outra das preocupações do comandante da GNR, que prometeu intensificar o patrulhamento e as ações de fiscalização.

"Ao longo deste ano efetuámos já mais de duas mil detenções em flagrante delito por condução sob a influência do álcool e por condução sem habilitação legal, motivo pelo qual não poderemos abrandar na fiscalização e repressão deste tipo de comportamentos", vincou.

No final da cerimónia, a Câmara de Vale de Cambra procedeu à entrega de uma viatura de passageiros à GNR local, que irá reforçar a sua capacidade de intervenção junto da franja de população mais vulnerável, os idosos e as crianças.

Leia Também: IP investe 3 milhões na requalificação da EN10 em Palmela e Montijo

Recomendados para si

;
Campo obrigatório