Meteorologia

  • 13 JUNHO 2021
Tempo
23º
MIN 18º MÁX 29º

Edição

Enfermeiros açorianos vão receber retroativos na atualização da carreira

«O Sindicato Democrático dos Enfermeiros de Portugal (SINDEPOR) revelou hoje que os enfermeiros açorianos vão receber os retroativos de acordo com a atualização da carreira, após uma reunião com o Governo Regional.

Enfermeiros açorianos vão receber retroativos na atualização da carreira
Notícias ao Minuto

23:28 - 14/05/21 por Lusa

País Sindepor

"Os enfermeiros da região autónoma dos Açores vão ser reposicionados e receber retroativos de acordo com a nova carreira da profissão, instituída em 2019", lê-se em comunicado de imprensa.

O sindicato considera esta "uma das principais conclusões" de uma reunião que decorreu hoje, em Angra do Heroísmo, entre o secretário regional da Saúde e Desporto, Clélio Meneses, e a Ordem e sindicatos dos enfermeiros na região.  

O sindicato considera que essa reunião permitiu aos enfermeiros açorianos conquistarem "direitos". 

"De acordo com uma proposta do SINDEPOR, os enfermeiros com contrato individual de trabalho vão ter uma avaliação de 1,5 pontos/ano e não de um ponto como estava inicialmente negociado. Esta pontuação é para atribuir no período até 2018, sendo que, somando 10 pontos, os enfermeiros já têm direito a subir de escalão", acrescenta o comunicado.

O sindicato diz ainda que o delegado regional, Marco Medeiros, questionou o secretário regional da Saúde sobre a calendarização para atribuição do subsidio de risco devido à covid-19, "mas o governante não avançou uma data".

A 10 de fevereiro, o secretário regional da Saúde dos Açores, Clélio Meneses, tinha se comprometido a pagar os retroativos e atualizações da carreira aos enfermeiros da região, mas sem fixar um prazo limite.

Hoje, Clélio Meneses indicou que irá ser criado um grupo de trabalho com os representantes dos enfermeiros para definir as "regras procedimentais em termos jurídicos, administrativos e financeiros" da regularização remuneratória.

"Vamos criar um grupo de trabalho com um prazo curto de um mês, não para decidir se têm direito ou não têm direito. Apenas para decidir a forma faseada e planeada como será feito esse pagamento, que terá de se iniciar de imediato", assinalou o governante.

Leia Também: Dia do Enfermeiro. Ministra realça papel "indispensável" de profissionais

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório