Meteorologia

  • 27 NOVEMBRO 2021
Tempo
11º
MIN 9º MÁX 15º

Edição

Agradece ajuda da PSP após cadela ser "envenenada com cabeça de peixe"

"Anjos da Guarda". Cidadã Cristhiane R. escreveu uma mensagem de 'obrigado' aos agentes que foi partilhada nas redes sociais pelo Comando Metropolitano de Lisboa.

Agradece ajuda da PSP após cadela ser "envenenada com cabeça de peixe"

Cristhiane R. escreveu uma sentida mensagem onde mostra o seu agradecimento aos agentes Paulo Coelho, Gil Almeida, Paulo Pereira, Tiago Jorge e João Lapa pela ajuda prestada numa situação em que a cadela da cidadã foi "envenenada com uma cabeça de peixe"

Na missiva, partilhada este domingo nas redes sociais do Comando Metropolitano de Lisboa da Polícia de Segurança Pública (PSP), a mulher começa por contar que "no sábado, dia 13 de março, a minha cadelinha foi envenenada com uma cabeça de peixe". "Ficou a manhã toda no veterinário aqui do Pinhal Novo... e por, volta das 13h00, fui buscá-la e o veterinário me mandou ir para o hospital veterinário do Restelo"

Contudo, Cristhiane R. aponta que não sabe nem gosta de conduzir em Lisboa. "Peguei no carro e disse à minha filha de 14 anos para ir comigo... estamos muito abaladas. Com muito custo cheguei a Lisboa e, num determinado momento, vi duas viaturas da Polícia e pedi ajuda. Os policiais prontamente me pediram para segui-los", explica ainda.

Já à porta do hospital veterinário, a mulher começou a sentir-se mal, "com cãibras nas mãos e pernas". "As minhas mãos ficaram paralisadas, não consegui mais conduzir. Um polícia foi estacionar o meu carro, outro colocou-me na viatura e outro ligou para a emergência"

Indica também a cidadã, na mesma nota de agradecimento, que os referidos agentes "foram ao meu carro novamente e trouxeram a minha mala, água e uma máscara para mim".

Após contactar a Saúde24, Cristhiane R. foi mandada para o hospital, mas "não poderiam enviar uma ambulância porque não era urgente". Então, "na maior boa vontade, os polícias levaram-me ao hospital"

"Nem sei o que teria acontecido se aqueles anjos da Guarda não tivessem cuidado de mim e da minha filha. Estou só a descrever isto para vocês  saberem que tipo de pessoas maravilhosas e incríveis vocês têm no seu quadro", termina a mensagem, acrescentando que agradece a ajuda "do fundo do coração".

Leia Também: Militares da GNR louvados por não deixarem idoso morrer sozinho

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório