Meteorologia

  • 24 OUTUBRO 2021
Tempo
15º
MIN 13º MÁX 25º

Edição

"Questão da identificação da morada não será nenhum obstáculo"

Habitantes de 10 freguesias de Lisboa já podem fazer testes gratuitos em farmácias .No arranque do programa, o presidente da Câmara de Lisboa garante que a autarquia irá arranjar solução para todas as siuações de residentes que necessitem submeter-se ao teste à Covid-19.

"Questão da identificação da morada não será nenhum obstáculo"

O presidente da Câmara de Lisboa, Fernando Medina, garante que a questão da identificação da morada não será um obstáculo para o acesso dos munícipes aos testes gratuitos.

De visita à farmácia Marvila, uma das 68 que, para já, permitem esta testagem em massa em freguesias da capital, Medina explicou que o processo de identificação das pessoas será feito nas próprias farmácias.

"É feito nas farmácias através de um registo do ponto de vista da morada e dos dados do cartão de cidadão", esclareceu, garantindo: "Encontraremos todas as formas que forem necessárias às múltiplas situações que podem acontecer. A questão da identificação da morada não será nenhum obstáculo."

Começa esta quarta-feira, dia 31 de março, o Programa Municipal de Testagem à Covid-19 da Câmara de Lisboa, no âmbito do qual todos os munícipes a partir dos 16 anos das freguesias com mais de 120 casos por 100 mil habitantes poderão fazer dois testes gratuitos por mês nas farmácias aderentes, mediante marcação prévia, para monitorizarem se estão ou não infetados com o novo coronavírus. 

De acordo com os dados atualizados a 29 de março, os residentes na Ajuda, em Alvalade, em Arroios, na Estrela, em Marvila, nos Olivais em São Vicente, em Santa Clara, em Santa Maria Maior e em Santo António são os que vão poder usufruir inicialmente do plano. Mas a lista de freguesias abrangidas será atualizada semanalmente.

"O conjunto das freguesias abrangidas vai mudando ao longo do tempo", explicou também o presidente da Câmara de Lisboa, que garantiu que a iniciativa não se pretende substituir às funções do Governo. "É mais uma iniciativa que complementa os esforços que o governo está a fazer", esclarece.

Segundo o autarca, Fernando Medina, há até agora 68 farmácias aderentes, mas o número deverá chegar rapidamente às 100.

A testagem é feita segundo um conceito de proximidade aos utentes, por profissionais da rede de farmácias, "que, no caso de haver registos positivos, imediatamente os reportam no SINAVE", sistema gerido pelo Ministério da Saúde, explicou Fernando Medina.

Paulo Cleto Duarte, Presidente da Associação Nacional de Farmácias destacou que, além de Lisboa, a ANF "já tem outros contactos de municípios da região de Lisboa e Vale do Tejo e de outras zonas do país" para aderirem a um programa semelhante.

A marcação dos testes pode ser feita presencialmente nas farmácias aderentes ou através do número 1400, que funciona 24 horas por dia.

[Notícia atualizada às 13h06]

Leia Também: Autotestes estão quase nas farmácias. Custarão 10 euros (e não pagam IVA)

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório