Meteorologia

  • 20 AGOSTO 2022
Tempo
26º
MIN 20º MÁX 36º

Sobe para 50 o número de infetados na Misericórdia de Grândola

O surto de covid-19 na Santa Casa da Misericórdia de Grândola, no distrito de Setúbal, subiu para 50 infetados e há a registar dois óbitos, mas a Autoridade de Saúde Pública local considera a situação "estabilizada".

Sobe para 50 o número de infetados na Misericórdia de Grândola
Notícias ao Minuto

14:32 - 12/11/20 por Lusa

País Covid-19

Fonte da Autoridade de Saúde Pública local avançou à agência Lusa que, desde a identificação do surto, contabilizam-se 39 residentes e 11 funcionários infetados com o vírus que provoca a covid-19, e que há a registar o óbito de dois utentes da Santa Casa da Misericórdia de Grândola.

Os dois óbitos registaram-se esta semana, o primeiro deles, na segunda-feira, o de uma utente que se encontrava no espaço de isolamento da Estrutura Residencial para Idosos (ERPI), e no dia seguinte, um dos dois utentes internados no Hospital do Litoral Alentejano (HLA), em Santiago do Cacém.

Os testes de despiste do vírus da covid-19, realizados nos últimos dias pela Autoridade de Saúde Pública local, permitiram ainda identificar "mais nove contactos próximos de trabalhadores", num total de 15 casos positivos na comunidade relacionados com este surto na Misericórdia de Grândola, indicou a mesma fonte.

Segundo a fonte da Autoridade de Saúde Pública, a situação na Santa Casa da Misericórdia de Grândola "está para já estabilizada no Bloco 01", onde se concentra a maioria dos idosos infetados e que se mantém isolada.

"Nas próximas semanas planeamos testar, alternadamente, os trabalhadores dos Blocos 02 e 03, pelo risco que representam para os residentes", frisou.

Os primeiros cinco casos de infeção na Misericórdia de Grândola foram detetados no passado dia 17 de outubro, após testes de despiste da covid-19 realizados aos 105 funcionários da instituição, quatro deles trabalhadores da cozinha e um que desempenha outras funções.

A pandemia de covid-19 provocou pelo menos 1.285.160 mortos em mais de 52,1 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 3.103 pessoas dos 192.172 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório