Meteorologia

  • 02 ABRIL 2020
Tempo
17º
MIN 7º MÁX 19º

Edição

Países sensibilizam jovens para as potencialidades do mar

Associações de Açores, Letónia, Finlândia, Espanha e Itália estão a promover um projeto para sensibilizar os jovens para as potencialidades da economia do mar, sobretudo na área do turismo.

Países sensibilizam jovens para as potencialidades do mar
Notícias ao Minuto

16:25 - 19/02/20 por Lusa

País Açores

"Os Açores são nove ilhas e aquilo que nós notamos é que as nossas comunidades vão tendo sempre alguma dificuldade em aproveitar as potencialidades associadas ao mar. Foi esse o mote para este projeto", adiantou hoje o presidente da Associação Juvenil da Ilha Terceira (AJITER), Décio Santos, numa conferência de imprensa em Angra do Heroísmo.

O projeto Sail4employment, orçado em 50 mil euros e financiado pelo programa comunitário para a mobilidade juvenil, Erasmus+, através da Agência Nacional Juventude em Ação, é coordenado pela AJITER, mas conta com a colaboração de quatro outras associações: a Sail Training Association of Latvia, da Letónia, a Associazione Europalmente, de Itália, a SNUPU, da Finlândia, e a ATYLA, de Espanha.

Numa primeira fase, estas associações vão formar 12 animadores de juventude (dois da ilha Terceira) a bordo do navio Spaniel, da associação da Letónia, entre 30 de março e 06 de abril, em Tenerife, nas Canárias (Espanha).

"Estes animadores de juventude vão aprender como serem eles próprios multiplicadores deste interesse pelo mar e de uma nova sensibilidade para as potencialidades do mar", frisou Décio Santos.

A segunda fase do projeto terá lugar já em terra, na ilha Terceira, durante 10 dias, numa data ainda a definir, e será destinada a 27 jovens das cinco regiões envolvidas, entre os 14 e os 30 anos, "que não se encontram enquadrados nos sistemas de ensino, formação ou trabalho".

"Vai haver um programa de atividades, algumas delas relacionadas com o mar, envolvendo parceiros locais que atuam nessa área, e que pretendem sensibilizar as pessoas para as potencialidades que o mar tem na criação de emprego e dar-lhes os conhecimentos para utilizarem os recursos existentes", revelou o presidente da AJITER.

Segundo Décio Santos, o objetivo é "promover as potencialidades do mar para a criação de novos serviços turísticos por jovens" e dar a conhecer os mecanismos existentes, como por exemplo, os fundos comunitários existentes para apoio a investimentos nesta área.

Há mais de 20 anos que a Sail Training Association of Latvia dá formação em vela a jovens na Lituânia, o que segundo Sintija Lase é uma experiência que vai para além dos ensinamentos técnicos.

"Não é habitual estes jovens passarem uma semana num barco de formação em vela, a viver em conjunto. Eles acabam por desenvolver algumas competências não só sobre como velejar, mas sobre como viver em comunidade", salientou.

Segundo a dirigente da associação lituana, os jovens acabam por adquirir competências úteis na integração do mercado de trabalho.

"Ao longo dos anos, temos verificado que existe um impacto positivo. Não é só entrar num barco e ir para o mar. Tem impacto na forma como as pessoas se desenvolvem, nas competências interpessoais que elas ganham, na forma como reagem em situações de conflito, na forma como trabalham em equipa e em algumas competências práticas como cozinhar, limpar, serem pontuais...", referiu.

Neste projeto, para além da experiência a bordo do veleiro, os participantes vão discutir as potencialidades do mar e trocar ideias sobre possíveis negócios.

"Vemos o mar como um recurso importante para muitas atividades ligadas ao turismo ativo, algumas que possivelmente ainda nem foram descobertas. É uma forma de explorar o que podemos fazer", destacou Sintija Lase.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório